Elegância na hora montar a mesa

Neste Natal, especialistas orientam cuidado com o exagero; abuse somente da criatividade. (Foto: Amanda Vieira/JP)

Normalmente quando se fala em decoração de mesa, vem a ideia de diversos tipos de taças, garfos, pratos, toalhas, guardanapos e acessórios luxuosos para uma mesa muitas vezes impossível nas condições de diversos brasileiros. Todavia o exagero do caro já é fora de tendência, é isso que dizem os especialistas em decoração Rene Calil e Maria Helena.

“Para preparar uma boa mesa, você não precisa de toalhas chiques, na verdade, o que é mais usado ultimamente é o jogo americano”, informa Maria Helena Kalaf. Ela ainda ressalta que, caso queira usar toalhas, se forem estampadas podem acabar por colocar muita informação na mesa. As cores tendências para este Natal são sempre o clássico vermelho e verde, mas que o dourado e o amarelo também são queridos pelo público nesta data.

Rene Calil, também concorda com essa política do “menos é mais” e ainda complementa dizendo que se for colocar decorações na mesa como flores, busque por arranjos baixos que não atrapalhe a visão na de sentar-se e, por fim, consiga conversar com a pessoa na outra extremidade da mesa.

Outro objeto que ambos os especialistas recomendam também é o uso de sousplat (apoio de prato).

“Muita gente acha que o sousplat é um prato para ser usado depois para comer, porém ele serve justamente para a comida que cair do prato não sujar a mesa”, informa Rene.

Já em questões de guardanapos a serem colocados Maria Helena dá duas sugestões: “Se for uma família muito grande ou muitos convidados, opte por guardanapos de papel, dobrados de forma criativas, mas se for um grupo menor de pessoas os de panos presos em um prendedor bonito e simples vai deixar a mesa elegante”.

Para finalizar uma das questões que mais acontecem erros são os usos das taças, de acordo com os especialistas não é necessário encher a mesa de diferentes tipos de taças, duas delas já são o suficiente. “Se você possuir uma taça com um bocal maior e outra com um corpo mais alongado e o bocal mais estreito já é o bastante”, comenta Rene.

A ideia dessas taças, de acordo com Rene, é cada uma delas potencializa o sabor da bebida. Enquanto a taça mais larga é perfeita para o vinho ficar e respirar um pouco para assim seu sabor ficar mais aromatizado, a taça mais longa permite que as bolhas de um champanhe ou refrigerante demorem para subirem e assim a bebida perder seu gás.

Mas para quem não possui jogos de taças, a dica da Maria Helena é de comprar taças com cores fortes e que combinem com todo o seu arranjo de mesa que dará um toque divertido e elegante ao mesmo tempo.

Taças coloridas podem dar um toque especial. (Foto: Amanda Vieira/JP)

Larissa Anunciato

[email protected]