Em jogo com 7 gols, XV de Piracicaba perde em casa para o Desportivo Brasil

Foto: Ruben Fontes Neto

De virar a partida, Alvinegro permite a reação do rival já nos minutos finais

XV de Piracicaba e Desportivo Brasil fizeram uma grande partida nesta quarta-feira, 20, no estádio Barão da Serra Negra, pela quarta rodada da Copa Paulista. No final, vitória dos visitantes por 4 a 3 e frustração do torcedor alvinegro, que viu a equipe virar a partida depois de sofrer 2 a 0, antes de levar o revés nos últimos minutos.

Em um duelo com sete gols, houve falhas individuais e também ótimas atuações, ingredientes que contribuíram para os 4 a 3 no placar. Melhor para a equipe de Porto Feliz, que dispara na liderança do Grupo 2, com 12 pontos e 100% de aproveitamento.

Ao Nhô Quim, sobra a decepção, principalmente por ter feito um ótimo início de segundo tempo. Mas, cedeu uma vitória que parecia “na mão”. A parte física pesou e o XV sofreu o gol da derrota nos acréscimos, aos 48min. Para o XV marcaram Enzo, Lucas Duni e Matheus Martins.

Agora, o Alvinegro volta a campo no dia 30, às 15h, em Indaiatuba, diante do Primavera. No mesmo dia e horário, o Desportivo Brasil recebe o São Bento, em seus domínios, em Porto Feliz. As duas partidas são válidas pela quinta rodada da Copa Paulista.

O duelo desta quarta-feira no Barão da Serra Negra teve renda de R$ 22.330, com 1.497 pagantes e total de 1.652 torcedores. Foi o jogo isolado da quarta rodada, que será completada somente a partir do próximo final de semana.

O JOGO
Diante de um rival complicado, o Nhô Quim optou no início por esperar na defesa, para tentar o ataque em velocidade. Assim, o Desportivo Brasil ficou mais com a bola e pressionou o Alvinegro principalmente pelo setor direito da defesa quinzista.

Mais perigoso, o time visitante chegou ao primeiro gol aos 18min. Após escanteio, a bola sobrou para Ayrton na entrada da grande área pelo lado esquerdo. Com tranquilidade, ele acertou um belo tiro, encobrindo goleiro Gabriel Coutinho: 1 a 0.

Em desvantagem, o Nhô Quim tentou sair mais para o ataque e deixou muitos espaços para o Desportivo Brasil, que teve mais duas chances claras na etapa inicial. Na primeira, o atacante Ayrton perdeu sem goleiro, aos 34. Dois minutos depois, após escanteio, a bola foi desviada na primeira trave e o zagueiro Fernando Lombardi só empurrou para a rede: 2 a 0 para o DB.

No início da etapa final, o técnico Cléber Gaúcho acertou o lado direito da defesa do Nhô Quim com a entrada do volante Mika. Assim, o XV de Novembro cresceu na partida e precisou de apenas 19 minutos para virar o placar.

Aos 6min, o meio-campista Enzo aproveitou a falha da defesa e diminuiu: 2 a 1 para os visitantes. Aos 8min, após saída rápida para o ataque no setor esquerdo da defesa adversária, a bola chegou para o atacante Lucas Duni, que marcou de cabeça: 2 a 2. E aos 19min, o Matheus Martins roubou a bola no meio de campo, avançou e da intermediária acertou um belo gol, no canto direito baixo do goleiro Ederaldo: 3 a 2 para o XV.

Com a vitória parcial, o time recuou e permitiu o que parecia impossível: a virada do Desportivo Brasil. O XV, sem “pernas” neste momento, sofreu o empate com Ayrton aos 42 minutos. O que já era frustrante virou pesadelo quando os visitantes anotaram mais um gol, o da vitória, aos 48 minutos. Aí, já não dava mais tempo para mais nada: 4 a 3 e final de jogo.

Erivan Monteiro
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

3 × 1 =