Em Piracicaba, aluno da Esalq relata furto dentro do campus; instituição diz não saber do ocorrido

Foto: Claudinho Coradini/JP

Em Piracicaba, um estudante de 21 anos do curso de biologia da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) procurou a Polícia Civil do município, na tarde do último sábado (22), para relatar um furto ocorrido dentro do campus. A instituição diz não saber do ocorrido.

O jovem de 21 anos contou à Polícia Civil que é estudante do curso de biologia e que, por volta das 14h30 do último sábado (22), foi até um local de mata, dentro do campus, para verificar as filmagens que fazia em uma câmera. Segundo ele, a câmera estava instalada na mata para o monitoramento de animais que circulam pelo local, e as imagens seriam utilizadas em uma pesquisa que ele estava fazendo. Ocorre que, ao chegar no local, a câmera não se encontrava mais por ali. O estudante percebeu que o suporte da câmera havia sido quebrado, pois ele estava fixado por uma corrente e um cadeado a uma árvore.

O estudante também contou à polícia que não possui suspeitos.

O Jornal de Piracicaba procurou a Esalq na tarde desta segunda-feira (24). Em nota, a instituição alegou não estar sabendo do ocorrido, pois o “aluno não comunicou o campus e por esse motivo ainda não há registros da ocorrência junto à Guarda Universitária do Campus.”

No plantão policial, o delegado Mario Bortoleto Torina tomou ciência do ocorrido e registrou o caso como crime de furto, incurso no artigo 155 do Código Penal.

Rafael Fioravanti | [email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois × 2 =