Em Piracicaba, aposentada de 77 anos cai em golpe e perde R$ 37 mil para golpista

Foto: Claudinho Coradini/JP

Em Piracicaba, uma aposentada de 77 anos, moradora do bairro São Dimas, caiu em um golpe de estelionato na última sexta-feira (21), ocasião em que perdeu R$ 37 mil. O caso agora será investigado pela Polícia Civil do município.

A aposentada contou à Polícia Civil que, por volta das 09h30 da última sexta-feira (21), recebeu uma ligação em seu telefone fixo, onde um golpista se identificou como funcionário do Banco do Brasil, onde a vítima é correntista. Na ocasião, o golpista disse à vítima que haveria a necessidade de bloquear sua conta, visto que duas transações bancárias — uma de R$ 4.500 e outra de R$ 15.000 — haviam sido identificadas. O golpista, ainda se passando como funcionário do banco, disse ainda que enviaria à residência da aposentada uma pessoa para pegar seu cartão bancário, senhas e aparelhos celulares.

Tempo depois, um indivíduo compareceu na residência da aposentada, também se passando por funcionário do banco. A vítima pediu ao seu irmão, que também reside no imóvel, para que entregasse ao indivíduo seus aparelhos celulares, além do cartão bancário com senha.

Posteriormente, ao entrar em seu aplicativo do banco para saber se seu cartão havia sido bloqueado, a aposentada constatou diversas transações bancárias em sua conta, no total de R$ 37 mil. Foi aí que a vítima procurou a Polícia Civil do município para informar ter sido vítima de um golpe.

O irmão da aposentada disse à polícia que ao entregar o cartão ao indivíduo, conseguiu enxergar a fisionomia dele, podendo realizar tanto reconhecimento fotográfico quanto presencial. Eles também foram orientados a comparecer no banco em que possuem conta para solicitar um extrato detalhado das operações realizadas pelos golpistas; na sequência, deverão apresentar à polícia esse extrato.

No plantão policial, o delegado Carlos Vinicius Martins Lopes tomou ciência do ocorrido e registrou o caso como crime de estelionato.

ESTELIONATO — Outro golpe de estelionato foi registrado em Piracicaba no mesmo dia; desta vez, vitimando um professor de 70 anos, morador do bairro Vila Monteiro. O professor conta que recebeu em seu WhatsApp uma mensagem de um número estranho, porém com foto de seu filho, onde lhe era solicitado um PIX. Acreditando realmente se tratar de seu filho, o professor de 70 anos realizou um PIX no valor de R$ 3.800; na sequência, realizou ainda um segundo PIX no valor de R$ 6.490.

Só após realizar as transferências que o idoso entrou em contato com seu filho para saber o porquê dos valores, ocasião em que descobriu que seu filho não havia pedido nenhum valor a ele. O professor até chegou a contestar as duas transferências efetuadas, porém os valores ainda não haviam sido cancelados por seu banco.

Este caso também será investigado.

Rafael Fioravanti | [email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × quatro =