Em Piracicaba, autônomo de 57 anos cai em golpe do WhatsApp e perde R$ 3.450 reais

Foto: Rafael Fioravanti/JP

Em Piracicaba, um autônomo de 57 anos, morador do bairro São Dimas, caiu em um golpe pelo aplicativo de mensagens WhatsApp nesta terça-feira (07) e perdeu R$ 3.450 reais. Ele procurou a Polícia Civil no mesmo dia para informar o ocorrido.

O autônomo conta que, por volta das 14h30 desta terça-feira (07), um golpista – fingindo ser seu filho – enviou a ele várias mensagens pelo WhatsApp, solicitando um depósito no valor de R$ 3.450 reais. Como o filho da vítima se encontra na cidade de São Paulo (SP), ele realmente acreditou que se tratava do jovem e, por isso, se dirigiu até uma agência bancária para efetuar o depósito em uma conta corrente do PagSeguro S/A.

Posteriormente, ao entrar em contato com seu filho, o garoto negou ter solicitado ao pai qualquer dinheiro. Ciente ter caído em um golpe, o autônomo procurou a Polícia Civil do município para registrar a ocorrência.

O delegado Alex Willians Adami tomou ciência da ocorrência e registrou, em documento, que “a investigação de suspeita de estelionato, como regra, depende da representação da vítima ou de seu representante legal” e que, para isso, a vítima possui um prazo de seis meses para representar uma queixa crime contra o golpista.

O autônomo foi orientado, ainda, a apresentar na delegacia quaisquer documentos que possam comprovar o crime, como, por exemplo, comprovante de pagamento, extrato completo e cópia da conversa. Os referidos documentos são sempre necessários para o início de qualquer investigação nesse sentido.

A Polícia Civil de Piracicaba registrou o caso às 20h07 desta terça-feira (07), como crime de estelionato, conforme rege o artigo 171 do Código Penal.

Rafael Fioravanti | [email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 − 6 =