Em Piracicaba, todos os diagnósticos positivos de Covid-19 são da rede privada de saúde

Até ontem a cidade tinha 15 casos confirmados. Em todo o Estado número de mortes triplicou Devido ao avanço dos casos, piracicabanos têm usado máscaras nas ruas (Foto: Amanda Vieira/JP)

Em uma semana o número de mortes por coronavírus triplicou no Estado de São Paulo. Na última sexta-feira, o total de óbitos era 68, enquanto ontem, o balanço da Secretaria de Saúde apontou 219 óbitos relacionados à doença. Os casos confirmados também quadruplicaram, saltando de 1.223 para 4.048, no mesmo intervalo de tempo.
A Secretaria de Saúde de Piracicaba informou ontem 15 casos positivos de Covid-19. Até ontem, todos os casos confirmados da doença na cidade foram diagnosticados por hospitais da rede particular de saúde.
A secretaria municipal confirmou que não houve diagnóstico de coronavírus pela unidades de saúde do município. “Não houve diagnóstico positivo emitido pelo Instituto Adolfo Lutz, porém a maioria dos resultados não detectáveis, ou seja, negativos, foi emitida pelo laboratório público“, informou a pasta.
Segundo a Secretaria de Saúde do município, por determinação do Ministério da Saúde, devem ser realizados exames somente nos casos suspeitos que apresentem SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) ou sejam profissionais de saúde.
 A pasta informou que a demanda, ao longo das semanas, tem sido bastante equilibrada no que se refere às “portas de entrada”, sendo os casos leves a moderados atendidos pela rede básica e os casos com sintomatologia mais aguda, mais graves, pela rede hospitalar.


 MORTES NO ESTADO
Os óbitos no Estado de São Paulo, concentram-se em 25 cidades, sendo que oito delas tiveram anteontem a confirmação do primeiro óbito, sendo: Barueri, Carapicuíba, Diadema, Itapecerica da Serra, Franco da Rocha e Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo; além de Jaboticabal e Cravinhos, na região de Ribeirão Preto.
Os municípios com pelo menos um óbito são: São Paulo, São Bernardo do Campo, Osasco, Cotia, Guarulhos, Santo André, Sorocaba, Arujá, Barueri, Caieiras, Campinas, Carapicuíba, Cravinhos, Diadema, Embu das Artes, Franco da Rocha, Itapecerica da Serra, Jaboticabal, Mogi das Cruzes, Ribeirão Preto, São Caetano do Sul, São Sebastião, Suzano, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista.  O total soma 121 homens e 98 mulheres. 
Entre as 219 mortes, 24 tinham mais de 90 anos; 57 na faixa de 80-89 anos; 66 entre 70-79; 45 de 60-69 anos. As demais vítimas incluem pessoas com menos de 60 com comorbidades que, assim como os idosos, representam grupo mais vulnerável a complicações da Covid-19.


FORÇA-TAREFA
O Instituto Adolfo Lutz realizou, nas últimas 24 horas, uma força-tarefa para diagnosticar todos os óbitos considerados suspeitos que estavam no Instituto Adolfo Lutz.  Das 201 amostras que estavam aguardando resultado, 32 testaram positivo para Covid-19, 132 negativo e 37 foram consideradas inadequadas, ou seja, a unidade que realizou a coleta não manteve as amostras em temperatura adequada ou não havia amostras suficientes para análise.
Estes resultados estão sendo comunicados para as unidades e municípios notificantes e sendo inseridos em sistema oficial, informou o Estado.


VACINAÇÃO

Hoje a vacina contra a gripe será fornecida no sistema ‘drive thru’ em Piracicaba, a partir das 8 horas, no estacionamento ao lado da Estação da Paulista (com entrada pela Rua do Rosário e saída pela Rua Alferes José Caetano) e no primeiro bolsão de estacionamento da Rua do Porto (à direita, próximo ao Casarão do Turismo).
Não há previsão de encerramento do serviço, que será mantido enquanto houver doses para atendimento da população.
No sistema drive thru, a pessoa não precisará sair do veículo para receber a dose, já que um profissional da saúde vai até ela. A secretaria de Saúde do município classificou como mais uma estratégia elaborada pela prefeitura com o objetivo de evitar aglomerações de pessoas nesse momento de pandemia do coronavírus. Agentes da Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes) estarão orientando o trânsito nos locais.
Serão vacinados apenas idosos (60 anos ou mais) e profissionais de saúde – mediante comprovante de que exerce a função (crachá ou holerite). Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento (Policiais Civis, Militares, Penais, Agentes de Segurança Pública, de escolta e vigilância), Bombeiros e Guardas Civis Municipais serão imunizados apenas na próxima etapa, que inicia no dia 16.
“O sistema drive thru é uma alternativa para pessoas que tem dificuldades de locomoção e necessitam da ajuda de parentes, amigos e vizinhos para tomar a vacina”, observou Pedro Mello.
“Assim conseguimos ampliar a cobertura em todo o município”. A campanha segue até maio.
O secretário reforçou que a vacina não imuniza contra o novo coronavírus. A composição da vacina é estabelecida anualmente pela OMS (Organização Mundial de Saúde), com base nas informações recebidas de laboratórios de referência sobre a prevalência das cepas circulantes.


 40 MIL IMUNIZADOS

Cerca de 40 mil idosos já foram imunizados em Piracicaba em menos de duas semanas da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe (Influenza). Diante do atual cenário, por conta da pandemia provocada pelo coronavírus, a campanha foi adiantada em, pelo menos, um mês em relação aos anos anteriores e a procura cresceu de forma expressiva.
Em 2018, a campanha foi lançada em 23 de abril e, dez dias depois, apenas 11.768 idosos haviam tomado a vacina. No ano passado, a vacinação para idosos começou em 22 de abril. Um mês depois, haviam sido imunizados 33.694. Esse ano, em menos de duas semanas de campanha, cerca de 40 mil idosos já foram vacinados, além de 5,5 mil trabalhadores da saúde.
“As pessoas estão preocupadas com a imunização e isso é muito importante. Conforme novos lotes da vacina vão chegando, enviadas pelo Ministério da Saúde, estão sendo disponibilizados prontamente nos postos de saúde para que toda os grupos de risco sejam imunizados”, disse Pedro Mello.
Iniciada em 23 de março, apenas os idosos e profissionais da área da saúde devem procurar um dos locais de vacinação na cidade. Já na segunda etapa, que terá início em 16 de abril, além do grupo anterior, deverão procurar se vacinar membros das forças de segurança e salvamento, professores, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais


TESTES
O prefeito Barjas Negri (PSDB) vai se reunir com o infectologista e diretor do DRS-10 – Departamento Regional de e Saúde – Hamilton Bonilha, e o secretário de Saúde, Pedro Mello, para saber qual a programação da distribuição de 1,3 milhão de testes do coronavírus que o Governo do Estado anunciou que vai importar da Coreia do Sul.
Por informações divulgadas pela assessoria do governo estadual, a previsão é de que os testes cheguem a São Paulo até o próximo dia 15 de abril.
“Vamos colocar toda a infraestrutura de Piracicaba para que estes testes chequem em Piracicaba e região o mair rápido possível, para dar mais tranquilidade à nossa população”, afirmou o tucano.


DETENTOS
Para o enfrentamento da Covid-19 em Piracicaba, todas as unidades prisionais da cidade contam com equipes médicas para atender os detentos no serviço preventivo e ambulatorial para os casos com sintomas leves.
O convênio, assinado em 2015 entre o Governo do Estado e o município garante o trabalho das equipes de saúde no CDP (Centro de Detenção Provisória), na Penitenciária e Fundação Casa.
De acordo com o secretário Pedro Mello, “a saúde pública do município tem protocolo para o atendimento a todos esses pacientes em caso da Covid 19, seja com sintomas leves ou que exijam hospitalização. O deslocamento aos hospitais, se necessário, será feito em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública”.
A Prefeitura contratou empresa que mantém uma equipe completa de profissionais de saúde no CDP (um médico, um enfermeiro, um cirurgião dentista e dois técnicos de enfermagem), duas equipes completas à penitenciária e um médico à Fundação Casa. São gastos anualmente para estes serviços R$ 1,3 milhão, sendo R$ 228,5 mil por ano pagos pelo município.


SUPERMERCADOS
O Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Piracicaba e Região), em parceria com redes de supermercado da cidade, aderiu à campanha ‘Em tempos de Covid 19, exerça sua solidariedade: doe alimentos, produtos de limpeza e higiene a quem mais precisa’, desenvolvida pela Prefeitura
de Piracicaba. 
Hoje, diferentes redes de supermercado começam a disponibilizar caixas para doação destes gêneros, que serão destinados às famílias cadastradas pelos Cras (Centros de Referência de Assistência Social).
Os itens doados serão recolhidos pelo Fundo Social de Solidariedade e pela Smads (Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social). São redes participantes da campanha, os supermercados Beira Rio, Delta, Enxuto, Savegnago, Pague Menos e Jaú.
Além desses supermercados, há outras formas de doar. As doações podem ser entregues de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 15h, no Banco de Alimentos do Fundo Social de Solidariedade, localizado  na Rua  José Rosário Losso, 946 –  Jaraguá e também no prédio principal da Estação da Paulistana Avenida Dr. Paulo de Moraes, 1580 – Bairro Paulista. Quem quiser doar também pode solicitar a retirada da doação pelo telefone 3417-8800.

Beto Silva

[email protected]