Embalado, São Paulo enfrenta o Vasco no Rio

Liziero voltou a jogar após 3 meses machucado. (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O São Paulo enfrenta o Vasco da Gama amanhã, às 16h, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, pela 16ª rodada do campeonato Brasileiro 2019. O Tricolor Paulista vem de cinco vitórias seguidas, está com 30 pontos e em caso de vitória pode até terminar na liderança, já que o líder Santos tem 32 e as outras equipes acima também tem 30. Os cariocas estão em 15º lugar, com 17 pontos e vem de derrota no clássico para o Flamengo.

O meio campo Liziero não atuava há três meses em razão de uma grave entorse no tornozelo, porém voltou a equipe após três meses diante do Athletico Paranaense e agora projeta uma sequência para os próximos jogos. “Fiquei quase três meses parado então tenho que pensar no meu dia a dia. Queira ou não queira, estou correndo atrás do tempo que perdi, no dia a dia vou trabalhar e fortalecer para voltar ao futebol que sempre joguei”, avaliou Lizeiro.

Após as vitórias sobre Chapecoense (4 a 0), Fluminense (2 a 1), Santos (3 a 2), Ceará (1 a 0) e Athletico Paranaense (1 a 0), o Tricolor conseguiu cinco vitórias seguidas pela primeira vez desde 2011 e agora buscará a sexta seguida, algo que não acontece desde 2009. Naquela edição, foram sete vitórias seguidas, contra Grêmio Barueri (2 a 1, gols de Washington e André Dias), Grêmio (2 a 1, gols de Dagoberto), Vitória (1 a 0, gol de Dagoberto), Botafogo (3 a 1, gols de Jorge Wagner, Washington e Dagoberto), Goiás (3 a 1, gols de Washington, Jorge Wagner e Borges), Sport (2 a 1, gols de Washington e Hugo) e Fluminense (1 a 0, gol de Richarlyson).

Após a vitória em Curitiba, o Tricolor se tornou a primeira equipe a conquistar 300 vitórias na história do Brasileirão por pontos corridos. A equipe é a que mais venceu desde 2003, ficando a frente do Cruzeiro (289), Santos (279), Internacional (264) e Corinthians (262).

O zagueiro do Vasco, Leandro Castán, acredita que uma vitória contra o São Paulo daria um novo ânimo para os cariocas. “Acho que vai ser um jogo muito difícil. Eu gosto de jogar partidas desse tamanho, me estimula muito. São essas partidas que fazem a diferença. Se você consegue um resultado positivo, cresce na competição, não só nos pontos, mas também na moral. Precisamos vencer uma partida dessa para embalar no Campeonato Brasileiro”, explicou.

Mauro Adamoli
[email protected]