Empresas e Sindicatos seguirão as restrições impostas pela Prefeitura

Hyundai afirmou que não haverá atividades de produção de veículos na fábrica neste período Foto: Arquivo/JP

A cidade de Piracicaba entra neste sábado (27), na fase mais restritiva desde o começo da pandemia de covid-19, que começou há pouco mais de um ano. Os anúncios das restrições foram feitos pelo prefeito da cidade, Luciano Almeida (DEM), na segunda (22) e quarta-feira (24), limitando a circulação de pessoas e o funcionamento de diversos segmentos até o dia 4 de abril (próximo domingo). Outra medida que entrou em vigor foi a antecipação do feriado de Corpus Christi, que seria no dia 3 de junho, para segunda-feira (29), deixando a cidade com apenas três dias úteis na próxima semana (a Sexta-Feira Santa será no dia 2).

As novas restrições afetam diretamente as indústrias e o comercio, que terão suas horas de funcionamento e trabalho reduzidos até o próximo domingo (4). As atividades industriais, que incluem segurança patrimonial, manutenções especiais e emergenciais, geração de energia elétrica, produção de fármacos e insumos médicos hospitalares e home office, serão liberadas todos os dias. As demais, ficarão suspensas.

Já o Comércio, terá um funcionamento especial nos dias úteis (30 e 31 de março, e 1º de abril). Os supermercados, mercados, varejões, conveniências, padarias e açougues podem atender até as 20h.As lojas de material de construção, hidráulica, elétrica e informática, funcionam em delivery apenas até 20h; enquanto os postos de combustíveis podem permanecer abertos nesses dias das 6h às 20h (só fecham aos domingos).

Já nos fins de semana e feriados (dias 27, 28 e 29 de março e 2, 3 e 4 de abril), os supermercados, mercados, varejões, conveniências, padarias e açougues funcionam somente no sistema delivery até as 20h; as lojas de material de construção, hidráulica, elétrica, informática e postos de combustíveis devem ficar fechados nesses dias; enquanto o shopping center e demais lojas do comércio devem permanecer fechadas durante todo o período de 27 de março a 4 de abril.

As farmácias funcionam normalmente durante todo esse período (27 de março a 4 de abril).

Em contato com a reportagem, o Simespi disse que está orientando suas empresas associadas a seguirem o decreto municipal, para deixarem somente o que é essencial em funcionamento. “Dessa forma, sugerimos o teletrabalho (home office), uso de banco de horas (se anual deve ser realizado por Acordo Coletivo junto ao Sindicato dos Trabalhadores; se semestral, pode ser realizado por acordo individual com o colaborador) e troca de feriados”, disse o Sindicato ressaltando que entende que a situação exige extremo bom senso, diálogo e união de esforços no sentido de conter o aumento dos casos de Covid-19 e suas complicações.

Em nota, por meio de sua assessoria, a Hyundai disse que está seguindo as determinações da Prefeitura de Piracicaba para a diminuição da circulação de pessoas. “Em conformidade com o compromisso da Hyundai Motor Brasil para com a saúde e o bem-estar da comunidade em que atua, de seus funcionários e familiares, não haverá atividades de produção de veículos na fábrica de Piracicaba de 29 de março a 4 de abril”, disse o comunicado.

Já a Havan se limitou a dizer que serão seguidas todas as restrições impostas pela Prefeitura.

A Acipi e a Caterpillar também foram procuradas pela reportagem, mas não se manifestaram.

Mauro Adamoli

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

3 × um =