Engenho Central está há 8 meses sem auto de vistoria dos Bombeiros

Foto: Amanda Vieira/JP

O Parque do Engenho Central de Piracicaba está há oito meses sem o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). O documento é necessário para comprovar a estabilidade e segurança de edifícios públicos e privados em casos de incêndio e é obtido após aprovação de projeto e vistoria realizada pelo Corpo de Bombeiros. Além da falta do auto de vistoria, um dos principais pontos turísticos de Piracicaba, palco da apresentação da Paixão de Cristo, está tomado pelo mato alto, entulho e vidros quebrados.

O vereador Laércio Trevisan Jr. (PL) classificou a situação como ‘abandono gritante’ ao se referir ao Engenho Central, após inspeção realizada na semana passada. “É indigna a situação que ficou”, disse, ao apresentar a imagem de um dos armazéns do Engenho, conhecido como “barração do cemitério”. “Tudo quanto é lixo lá dentro”, acrescentou.

Para Trevisan, será necessário um planejamento de novas atividades do espaço. O vereador defendeu um mutirão na área e disse que levou a reivindicação à Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente), ao secretário da Ação Cultural, Adolpho Queiroz e ao diretor do Engenho, Antonio Padovan.

O parlamentar também elaborou documento semelhante relatando a situação de quatro centros culturais da cidade que, segundo ele, estão em situação precária.

PRÓXIMA SEMANA

Por meio da assessoria de imprensa, o secretário Adolpho Queiroz informou que hoje vão chegar caminhões para fazer a retirada do entulho dos barracões (mato, madeira e equipamentos inservíveis).Segundo ele, a equipe foi reforçada para cumprir essa atividade. Queiroz confirmou que recebeu ontem o requerimento do vereador Laércio Trevisan e tem sete dias para responder aos questionamentos apresentados pelo parlamentar. A assessoria de imprensa confirmou que o espaço do Engenho, que também compreende o Teatro Erotides de Campos, está sem AVCB há cerca de oito meses. “No entanto, na próxima segunda-feira, serão feitos ajustes finais e um novo pedido será enviado ao Corpo de Bombeiros para regularizar a questão”, informou a prefeitura em nota.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

doze + oito =