Equipe Águia da PM é homenageada pelos 10 anos de atividade em Piracicaba

Equipe do Águia de Piracicaba atuou em Brumadinho/MG (Divulgação)

A equipe Águia da Polícia Militar será homenageada pela Câmara pelos dez anos de atividade na região de Piracicaba. A autoria da moção de aplausos é do vereador Ronaldo Moschini (CID). O documento, que já foi aprovado recentemente pelos parlamentares foi entregue ao major Edgard Marcus Gaspar, comandante do Patrulhamento Aéreo.

“As missões desenvolvidas pela Águia são resgate aéreo médico, remoção aéreo médica, policiamento ostensivo, policiamento de choque, policiamento de trânsito, policiamento ambiental e combate a incêndios”, afirmou o vereador.

As atividades operacionais do Águia começaram em 18 de agosto de 2010, em instalação ainda alugada, a Base de Aviação de Piracicaba passou a operar nos 52 municípios que integram o CPI-9 (Comando de Policiamento do Interior Nove), também sediado em Piracicaba. A aeronave passou a apoiar e potencializar as diversas modalidades de policiamento urbano e rodoviário, atuando ainda em conjunto com o Corpo de Bombeiros em combates a incêndio, salvamentos e missões de defesa em toda região de atuação.

Em 26 de janeiro de 2013 foi inaugurado o novo Hangar no Aeroporto Municipal de Piracicaba, sede atual da Base de Aviação de Piracicaba, com uma instalação ampla e moderna, “que atende todas as necessidades operacionais e administrativas dos tripulantes”, destacou Moschini.

“Com um total de 3.305 horas voadas, 3.298 missões, 870 pessoas detidas, 117 armas apreendidas, 799 veículos recuperados, 15 pessoas salvas, mostra a importância da aeronave como suporte e apoio ás atividades policiais”, reconheceu o parlamentar.

Dentre os apoios da equipe destacados por Moschini estão o combate a incêndio na Serra de São Pedro e o resgate de vítimas de queda de aeronaves nesta mesma região. “Destaca-se, em 2013, o apoio às equipes do Corpo de Bombeiros na ocorrência de queda de uma estrutura de metal e concreto, de um viaduto na rodovia Deputado Laércio Corte (SP-147), em que 11 trabalhadores foram vítimas, sendo que cinco ficaram submersos nas águas do rio Piracicaba, três conseguiram se livrar dos escombros e nadaram até a margem do rio e dois foram resgatados pela equipe do Águia”, relembrou Moschini.

Cristiani Azanha

[email protected]