Equipe de alunos do Sesi participa em março de torneio nacional de robótica

Um grupo de alunos do Sesi Mario Mantoni, que fica no bairro Vila Industrial, vai representar Piracicaba, de 15 a 17 de março no Rio de Janeiro, na etapa nacional do Torneio de Robótica First Lego League, que é um programa internacional de exploração científica, projetado para fazer com que crianças e jovens de 9 a 16 anos – de escolas públicas e privadas – se entusiasmem com ciência e tecnologia.

 

Em 2018, a equipe de Piracicaba ficou em 16º lugar entre 83 equipes concorrentes de todo o Brasil. Neste ano a temática das competições é Into Orbit e a equipe piracicabana almeja ficar entre os 10 primeiros colocados, para disputar a etapa internacional. “Nosso projeto de pesquisa tinha que encontrar uma solução para o problema de perda muscular relatado pelos astronautas durante as viagens”, afirmam os alunos.

Os alunos competem com o projeto Fast Muscle. Segundo os integrantes da equipe, o aparelho projetado é para ser usado durante os exercícios físicos de astronautas, para ajudar a ganhar massa muscular. Eles ressaltam que a perda de massa muscular sofrida pelos astronautas é em torno de 18% durante o período que estão no espaço.

A equipe é integrada pelos alunos: Thomaz Henrique Alibertti, 11, (7º ano); Isabela Vicentini, 13, (8º ano); Felipe Zanatta, 14, (9º ano); Guilherme Henrique Bortoletto, 15, (1º ano); Luana Marangoni, 14, (1º ano); Lucas Boerner, 15, (1º ano); Leandro Levandosque, 15, (2º ano); Matheus Zanatta, 16, (2º ano) e Lucas Vicentini, 16, (3º ano). “É interessante porque aplicamos na prática aquilo que aprendemos na teoria. É uma experiência que leva a querer ser pesquisador”, diz Leandro, que há seis anos participa da equipe.

O projeto conta com parceria do Senai e na fase de desenvolvimento do protótipo, a equipe teve contato com profissionais, entre eles, o mestrando em fisioterapia José Eustáquio Júnior, da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), que ofereceu a base científica e a supervisão do projeto. “Visitamos a Unimep e testamos o aparelho em nós mesmos”, revelam.

 

APRENDIZADO

Marina Cristina Soares Stenico, analista de suporte de informática, diz que a robótica faz parte da grade curricular dos alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, nas disciplinas de matemática e ciências, de física para o ensino médio. “As aulas são ministradas pelos professores e eu auxilio nos treinos com a equipe. Os robôs utilizam conceitos de engenharia, todos com peças Lego, inclusive o microcontrolador, conforme as regras do torneio”, destaca.

 

FIRST LEGO

 

Criado em 1998 pela First em parceria com o Grupo Lego, o torneio propõe que estudantes sejam apresentados ao mundo da ciência e da tecnologia de forma divertida, por meio da construção e programação de robôs feitos inteiramente com peças da tecnologia Lego. No Brasil, o Sesi (Serviço Social da Indústria) é a instituição responsável pela operação oficial da First Lego League.

(Eliana Teixeira)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × quatro =