Erros de arbitragem têm prejudicado o São Paulo no Paulistão

Último erro foi o pênalti não marcado em Igor Gomes (Foto: Paulo Pinto/saopaulofc.net)

Em preparação para a Copa Libertadores e buscando a classificação para as quartas de final do Paulistão Série A1, o São Paulo empatou o clássico diante do Corinthians por 0 a 0, estacionou na terceira posição do grupo C, com nove pontos e chegou a três partidas sem vencer. O Tricolor vem sofrendo com os erros de arbitragem, principalmente nas últimas três partidas, já que perdeu cinco pontos no período em razão de decisões erradas do trio de arbitragem, fato que colocaria a equipe do Morumbi na liderança de seu grupo e do campeonato.

O primeiro jogo foi a partida em que mais teve erros contra a equipe do Morumbi, que foi o empate em 1 a 1 contra o Novorizontino no Morumbi, no último dia 3. No primeiro tempo, o Tricolor teve dois gols anulados por impedimento de Alexandre Pato, sendo que o atacante estava em posição legal em ambos os lances, além de um pênalti não marcado em Vitor Bueno. Na segunda etapa, o chute de Arboleda, dentro da área, desviou na mão de Felipe Rodrigues, em mais um pênalti ignorado pelo árbitro Flávio Roberto Mineiro Ribeiro. Na sequência o árbitro foi afastado de jogos da Série A1, sendo “rebaixado” para a A2. Inclusive, Flávio Ribeiro foi o árbitro escalado para a partida em que o XV venceu o Juventus por 1 a 0. Ao final do jogo, o profissional sofreu com reclamações de ambos os lados.



Na sequência, o São Paulo viajou para o ABC Paulista, onde foi derrotado pelo Santo André, por 2 a 1. O lance capital do jogo foi o primeiro gol marcado pela equipe do Ramalhão, já que, o atacante Ronaldo (ex-XV) que participou da jogada, estava impedido e o gol deveria ter sido anulado. Com o possível empate, o Tricolor continuaria invicto no Paulistão. Por fim, na partida diante do Corinthians, já no final do jogo, o atacante Igor Gomes avançou com a bola dentro da área e foi derrubado por Camacho, resultando em mais um pênalti não marcado para o Tricolor no período.

“O que me incomoda mais são as partidas sem vencer. Mesmo com os erros de arbitragem, poderíamos ter vencido os três jogos, perdemos muitos gols. Isso me incomoda mais, mas é lamentável o erro de arbitragem. Era muito fácil de apitar o pênalti do Igor Gomes. Como ele ficaria de pé no lance? Impossível. Lance extremamente fácil. Interferiu diretamente no resultado e isso nos revolta. Não foram erros difíceis, inclusive o do Santo André. O pênalti ia definir e coroar o time que jogou melhor. O São Paulo foi melhor e merecia sair vencedor”, disse o técnico Fernando Diniz após o jogo.

Sem os erros de arbitragem, o São Paulo poderia ter conquistado três pontos contra Novorizontino e Corinthians (fez um ponto em cada jogo) e um contra o Santo André (não pontuou), e estaria com 14 pontos, na liderança do Grupo C e do campeonato, já que o atual líder Santo André, com 15, perderia dois pontos em razão do possível empate com o Tricolor. A equipe do Morumbi também seria o único invicto, marca que é ostentada pelo Novorizontino, que perderia para o próprio Tricolor.

Mauro Adamoli