ESALQ CELEBRA 120 ANOS

A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) celebra seus 120 anos hoje dia 3 de junho de 2021, em cerimônia virtual transmitida às 14h no canal @esalqmidias no YouTube. 

Criada em 1901, a partir do sonho do visionário Luiz Vicente de Souza Queiroz, a Esalq é uma das unidades fundadoras da Universidade de São Paulo (USP). E assim como em toda a sua história, a Esalq completa mais uma década reverenciando sua trajetória grandiosa, alinhada ao presente desafiador e conectada com as demandas do futuro. 

A Diretoria da Instituição aproveita o ensejo para realizar anúncios de interesse da comunidade interna e externa. Além dos manifestos da atual gestão, o vídeo comemorativo trará depoimentos de autoridades acadêmicas e políticas e ex-diretores. Ainda no canal @esalqmidias no YouTube, será publicada uma playlist com depoimentos de ex-diretores saudando os 120 anos da Esalq e relembrando passagens importantes das suas respectivas gestões. Os interessados encontrarão ali falas dos ex-diretores João Lucio de Azevedo (gestão 1991-1995), Evaristo Marzabal Neves (1995-1999), Julio Marcos Filho (1999-2003), José Roberto Postali Parra (2003-2007), Antonio Roque Dechen (2007-2011), José Vicente Caixeta Filho (2011-2015) e Luiz Gustavo Nussio (2015-2019). 

Confira os marcos a serem anunciados pela atual gestão da Esalq: 

Nova marca – A partir de 3 de junho de 2021, a Esalq adota de maneira definitiva uma nova identidade visual, de concepção de Dorinho Bastos, professor livre-docente do Departamento de Publicidade, Relações Públicas e Turismo da Escola de Comunicações e Artes da USP. A nova identidade preserva e valoriza a Deusa Ceres, da agricultura e da fertilidade da terra. E, na busca de atualizar sem perder detalhes marcantes de uma história de sucesso, o desenho da Deusa apresentado no novo símbolo teve como inspiração a imagem criada em 1972, pelo artista Álvaro Paulo Sêga, que se inspirou na Deusa Ceres feita pelo artista José Wasth Rodrigues em 1935. (Saiba mais

Portal revitalizado – A partir de uma simples adaptação do sistema viário do campus “Luiz de Queiroz”, ação que contou com o apoio da Prefeitura do Município de Piracicaba e da Reitoria da Universidade de São Paulo, temos a oportunidade de disponibilizar à comunidade esalqueana e à cidade de Piracicaba a entrada ao campus pelo traçado original da Fazenda São João da Montanha, resgatando assim o Portal Monumental da Esalq. A obra foi viabilizada a partir do programa de revitalização das entradas dos campi da USP, coordenado pelo Vice-Reitor Antônio Carlos Hernandes. O resgate da entrada principal do Parque Philippe Westin Cabral de Vasconcellos valoriza a edificação, idealizada no final da década de 1950 pelo Professor Orlando Carneiro. O pórtico ocupa uma área útil de 57 metros quadrados, tem o barrado revestido em pedra Miracema e na parte superior foram assentadas pedras São Tomé em forma de filetes. 

Cátedra lança dois livros – O terceiro titular da Cátedra Luiz de Queiroz, engenheiro agrônomo Alysson Paolinelli, cuja posse aconteceu em 03 de junho de 2020 para um ciclo anual, foi reconduzido para novo ciclo até 02 de junho de 2022. Para festejar os 120 anos da Esalq, a cátedra apresentará duas publicações: “Diferentes abordagens sobre Agricultura Irrigada no Brasil: História, Política Pública, Economia e Recurso Hídrico” e “Diferentes abordagens sobre Agricultura Irrigada no Brasil: Técnica e Cultura” 

As publicações nasceram a partir da aproximação intelectual entre o Terceiro Titular da Cátedra Luiz de Queiroz, Alysson Paolinelli, o diretor da Esalq, professor Durval Dourado Neto e o professor da Universidade Federal de Viçosa e atual Presidente da Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem, Everardo Chartuni Mantovani, que assinam como Editores dessas duas obras de relevância técnica e acadêmica. 

Centro de Inovação China x Brasil – Em outubro de 2018, estiveram na Esalq representantes da China Agricultural University (CAU) e da Hainan University, instituição que tem investido no ensino e pesquisa de agricultura tropical. A expertise da Esalq nessa área despertou o interesse das instituições chinesas, que assinaram com a Esalq o acordo para a implantação do Centro de Inovação para Agricultura China-Brasil. A troca de conhecimento com os asiáticos prevê o intercâmbio de chineses e brasileiros com a finalidade de realizarem projetos em conjunto de maneira a fomentar estudos sobre o tema. A partir desse acordo, a Esalq instala este ano, o Centro de Inovação para Agricultura China-Brasil, que apresenta as pesquisas bilaterais em Agricultura Tropical. 

Infraestrutura e melhorias internas – Mesmo com a pandemia, a USP não parou e os investimentos em ações estruturais no campus “Luiz de Queiroz” conferem mais qualidade nos serviços prestados à comunidade. São obras que abrangem novos sistemas de água, irrigação, esgoto e moderna rede lógica de cabeamento de fibra ótica, elevando ainda mais a qualidade de acesso à internet para todos.  

As obras na rede de esgoto estão concluídas e, em janeiro de 2022, está prevista a conclusão integral da substituição e adequação das redes e sistemas de captação, tratamento e distribuição de águas tratadas e de irrigação e execução de infraestrutura para redes de telecomunicações para o campus “Luiz de Queiroz”.  

Além dessas melhorias estruturais, o Saguão Principal do Edifício Central passou por uma readequação e será reaberto ao público. No local encontram-se expressões artísticas de ex-alunos que sempre valorizaram a instituição que os acolheu. Além do mobiliário ali arranjado, o espaço agora abriga duas aquarelas do artista plástico Klaus Reichardt retratando o Portal Monumental da Esalq. O recinto expõe, ainda, o poema do ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, intitulado Portal da Esalq. No vídeo comemorativo, o texto foi declamado pelo egresso Newman Simões (F-70).  

Reverências – Anualmente, durante a cerimônia de aniversário da Esalq, as entidades parceiras da instituição que estão aniversariando são reverenciadas pela Escola. Este ano, serão valorizados os 45 anos de criação da Fealq, os 55 anos de criação do Cena/USP, os 45 anos de criação da Unesp, os 55 anos de criação da Unicamp.  

Pela relevância na constituição da própria Esalq, merecerão registros históricos acadêmicos os 5 anos de criação do Programa de Pós-Graduação em Administração, os 20 anos de criação do curso de graduação em Ciências dos Alimentos, os 20 anos de criação do Programa de Pós-Graduação em Ecologia Aplicada (Interunidades), os 40 anos de criação do Cebtec, os 45 anos de criação do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola, os 55 anos de criação do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal e Pastagem, os 55 anos de criação do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada e os 120 anos de criação do curso de graduação em Engenharia Agronômica da Esalq.  

Finalmente, serão lembrados outros marcos importantes da trajetória esalqueana, a saber, os 15 anos que o Prédio Central, o Parque e parte do conjunto que compõe o Campus “Luiz de Queiroz” foram tombados pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), os 35 anos que o parque da Esalq recebeu o nome de Parque “Philippe Westin Cabral de Vasconcellos”, os 70 anos da instalação do Vitral no Edifício Central, os 90 anos que a Escola recebeu a denominação atual, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, os 95 anos da criação da Revista de Agricultura, os 125 anos do lançamento da pedra fundamental do Prédio Central da Esalq e os 165 anos de nascimento da Sra. Ermelinda Benedita Ottoni de Souza Queiroz. 

Jardim francês – A história registra que Luiz Vicente de Souza Queiroz doou as terras da Fazenda São João da Montanha com a condição que nela fosse construída uma Escola Agrícola. Mas, nada disso seria possível se sua esposa, Sra. Ermelinda Ottoni de Souza Queiroz, não compartilhasse desse sonho. 

Conhecida como mulher séria, piedosa, exemplar e de temperamento independente, em 1901, quando Luiz de Queiroz já havia falecido, Dona Ermelinda conclui e valida oficialmente aquele que fora o sonho do casal empreendedor, inaugurando a Escola. 

Para reconhecer, nas origens da instituição, o engajamento da esposa de Luiz de Queiroz, a qual participava de reuniões de negócios com o marido, mostrando-se austera, perspicaz e determinada, atributos arrojados perante a época em que viveu, os dirigentes Esalq estão revitalizando o Jardim Francês para acolher a estátua em tamanho natural da Sra. Ermelinda Ottoni de Souza Queiroz. A instalação ocorrerá durante a Semana Luiz de Queiroz, em outubro de 2021. Certamente, o local passará a ser roteiro cultural e expositivo do Campus Luiz de Queiroz. 

Esalq em números – A Esalq já formou mais de 16 mil profissionais em sete cursos de graduação (Administração, Ciências Biológicas, Ciências dos Alimentos, Ciências Econômicas, Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal e Gestão Ambiental). No âmbito da pós-graduação, a Esalq já titulou mais de 10 mil mestres e doutores. A instituição ocupa uma área de 3.825,4 hectares (corresponde a 48,85% da área total da USP), está estruturada em 12 departamentos acadêmicos, contempla 140 laboratórios e disponibiliza aos seus alunos 4 estações experimentais além do campus Luiz de Queiroz (914,5 hectares). Trabalham na Esalq cerca de 650 servidores, entre docentes e técnicos administrativos. Inserida em um pleno processo de internacionalização, a Esalq mantém acordos com mais de 80 instituições internacionais de mais de 30 países.  

Saiba mais em www.esalq.usp.br  

Texto: Caio Albuquerque 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × 4 =