Escola de Música de Piracicaba tem recital de piano de crianças hoje

Foto: Divulgação

‘Noite de Magia e Fantasia’ conta com 22 estudantes mirins na Ernst Mahle

A Empem (Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle) abre hoje (sexta-feira) suas portas para o público acompanhar uma apresentação alegre e no tom da infância. Os pequenos alunos e alunas na faixa etária dos cinco aos 12 anos mostram suas habilidades a partir das 19h30, na Sala de Concertos Dr. Mahle (rua Santa Cruz, 1.155, Bairro Alto). A entrada é franca e os presentes poderão acompanhar os trabalhos desenvolvidos pelas professoras de música Luciane Penati e Rosélys Alleoni. O espaço cultural comporta 200 pessoas na plateia e a escola recomenda o uso de máscara.

O Recital de Piano ‘Noite de Magia e Fantasia’ conta com 22 estudantes mirins de piano interpretando obras do folclore e de grandes compositores como J. S. Bach, C. Weber, J. Portaro, L. V. Beethoven, entre outros.

De acordo com estudo publicado no jornal Psychology of Music (Psicologia da Música), “crianças expostas a um programa de vários anos de ensino de música, envolvendo treinamento complexo de ritmo e habilidades práticas, apresentaram uma performance cognitiva muito superior em leitura do que outras crianças que não tiveram o treinamento musical”.

Segundo as professoras Luciane e Rosélys não é surpresa saber disso, já que o estudo da música envolve constante leitura e compreensão. “Quando o aluno vê uma nota em uma página, ele tem de reconhecer o nome da nota e traduzir em um movimento com o corpo. Ao mesmo tempo, tem de entender o ritmo e reproduzir o padrão rítmico”, pontuam as professoras.

Elas explicam que, na maioria das vezes, a música reflete o ambiente criativo da época em que foi criada. Além disso, quando se estuda música aprende-se também vários estilos, como clássico, medieval e folclórico. “Música em si é história, cada canção possui um plano de fundo e entender o que estava acontecendo no momento da composição é essencial para compreender a obra.”

Partindo do princípio básico de que música é arte, há uma série de analogias e benefícios. “Assim como um pintor expressa suas emoções em um quadro, um músico também expressa emoções ao compor ou interpretar. Em termos de aprendizado, esse processo é comprovadamente uma forma de terapia, como já vem sendo muito utilizada como forma de terapia para crianças e adultos com autismo, depressão e outros tipos de doenças.”

Cristiane Bonin
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

18 + 10 =