Escola municipal de ensino infantil receberá reforma estrutural da Prefeitura

Foto: Divulgação

Parte da escola está interditada desde 2019 devido à estrutura comprometida

Com investimento de R$ 801.799,29 do Tesouro Municipal, a EMEI (Escola Municipal de Ensino Infantil) Profº Walter Vitti, no bairro Pauliceia receberá uma reforma estrutural da Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Educação. A empresa NG7 Construções será responsável pelas obras.

“Um dos nossos projetos para Educação passa pela reforma e reestruturação das unidades escolares. Essa escola é um dos casos que, infelizmente, acabam sendo recorrentes: logo após a entrega da obra, que neste caso ocorreu em 2012, os problemas estruturais já começaram a aparecer. Não vamos mais aceitar esse tipo obra”, afirma o prefeito Luciano Almeida.

Após a emissão da Ordem de Serviço (OS), a obra na unidade escolar tem previsão de término de 180 dias e consiste na demolição e reconstrução de quatro salas de aula, que – devido à erosão do terreno – tiveram sua estrutura danificada, ocasionando trincas nas paredes, tornando as salas impróprias para uso.

Além da reconstrução das salas, a reforma na unidade escolar contempla outros reparos na fachada, pintura, troca de pisos e revitalização da área verde situada na área externa da escola.

O secretário de Educação Bruno Roza lembra que a reforma da EMEI Profº Walter Vitti é essencial para a escola voltar a sua integral capacidade. “Desde o ano passado a Secretaria Municipal de Educação e a Secretaria Municipal de Obras trabalham em parceria no desenvolvimento do projeto de reconstrução da escola para que a unidade volte a operar em 100% de seu espaço”, frisa Roza.

Com parte da estrutura interditada desde 2019, após vistoria das secretarias municipais de Educação e de Obras, para preservar a integridade dos alunos e profissionais, a escola trabalha apenas com as salas de aulas que não tiveram a estrutura comprometida.

“Toda a comunidade escolar espera por essa reforma. Os problemas estruturais traziam receio e impossibilitavam melhorias no espaço, o que diminuiu o número de crianças atendidas e profissionais”, lembra a diretora da escola, Juliana Salmazzi Dezorzi.

Atualmente a escola atende cerca de 170 alunos de 0 a 5 anos. Com a reforma, a unidade tem a estimativa de atender cerca de 250 alunos. Em 2019, após a interdição de quatro salas, parte dos alunos foi realocada em outras unidades da Rede Municipal, como a EM Joaninha Morganti e EM Prof. Irineu Umberto Packer.

Durante a reforma, o atendimento aos alunos não será prejudicado, uma vez que as salas que serão demolidas para reconstrução têm acesso independente da área onde os alunos são atendidos atualmente. Quanto aos outros ambientes que receberão intervenção, será feito cronograma de ação para que não prejudique as atividades.

HISTÓRICO – De acordo com a justificativa do projeto licitatório, a EMEI Profº Walter Vitti foi inaugurada em 2012 e, seis meses após a construção, as paredes já apresentaram as primeiras trincas. Em 2014 foi constatado que a área onde a escola foi construída é de solo arenoso, o que acelera a erosão e o movimento do terreno, que causaram os danos estruturais na unidade. No mesmo ano foi feito trabalho no solo que desacelerou parcialmente essa erosão, porém não resolveu o problema. Desta forma, após vistoria, laudo técnico interditou parte da estrutura em 2019.

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

16 − dois =