Escolas da rede particular decidem manter aulas

0
774 views
(Foto: Claudinho Coradini/JP)

Escolas particulares de Piracicaba mantiveram as atividades, apesar de o decreto municipal editado na semana passada pelo prefeito Luciano Almeida (DEM) determinar a suspensão das aulas nas redes pública e privada. No sábado, um grupo formado por 12 escolas privadas emitiu um comunicado informando que as aulas seriam mantidas nesta segunda-feira, atendendo, entre outros pontos, ao apelo dos pais. Uma reunião está agendada para tarde de hoje entre o prefeito e os representantes das escolas para discutir a situação.

“O Luciano (prefeito) acabou de confirmar uma reunião virtual com quatro representantes do segmento infantil pra amanhã 15h. Nossa ideia entre, outras coisas, é discutir os apontamentos publicados na carta”, informou Gilson Barrichelo, proprietário de escola particular na cidade.

Segundo ele, a ação das escolas foi amplamente elogiada e apoiada pelos pais dos alunos. “Foi apoiada por todos os pais que obviamente precisam da escola para poderem trabalhar, além da questão emocional e pedagógica para as crianças”, acrescentou.

Na carta, publicada no último domingo do Jornal de Piracicaba, os empresários afirmam que ‘seguem atravessando um momento crítico da pandemia e que o governo tem lidado com a crise de forma desorganizada, decretando o fechamento de empresas sem fornecer qualquer subsídio’.

“No caso do fechamento das escolas, entendemos que tal medida é muito mais prejudicial para as crianças, as famílias e as escolas em si do que de fato contribuem para o enfrentamento da pandemia”, traz um trecho do documento.

O presidente do Sieesp (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo), Benjamin Ribeiro da Silva, disse ontem que a medida adotada pelos proprietários das escolas em Piracicaba é por conta e risco dos empresários e que a orientação da entidade é outra.

Em comunicado às escolas emitidos no dia 1º de abril, o sindicato lamentou a decisão da prefeitura de São Paulo, que também suspendeu as aulas nas redes pública e provada e sugere aguardar até o dia 12 de abril.

A Prefeitura de Piracicaba foi questionada ontem sobre o funcionamento das escolas particulares nesta segunda- -feira e se houve fiscalização, porém, até o fechamento desta matéria, não houve retorno.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

sete + 17 =