Escolas particulares antecipam férias de julho devido à pandemia

Antecipação das férias foi acatada para não prejudicar o calendário escolar (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Com aulas suspensas desde as últimas semanas de março e seguindo orientação do Sieeesp (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo), escolas particulares da cidade anteciparam as férias de julho para abril devido à pandemia do novo coronavírus.

A orientação do sindicato é que as escolares iniciem as férias para alunos e professores a partir de quarta-feira (1) e caracteriza a ação como “a melhor decisão para se tomar agora”. A antecipação das férias escolares está fundamentada na medida provisória 927 de 22 de março de 2020.




De acordo com Juliana Zago Bazzo, coordenadora do setor infantil do COC Piracicaba, as férias regulares no colégio serão de 1 a 30 de abril. “Acreditamos que esta data seja suficiente para tudo isso terminar e voltarmos com as atividades normais. Se, por motivo de força maior, este período de abril não for suficiente, teremos que tomar novas medidas de estudo em casa, sempre orientados pela nossa Delegacia de Ensino, para que o conteúdo pedagógico não fique prejudicado”, explica. Caso os órgãos superiores antecipem a retornada das aulas, Juliana lembra que os pais serão comunicados.

Também de 1 a 30 de abril, o Colégio Anglo Piracicaba concedeu férias aos estudantes. A previsão de retorno às aulas é de 4 de maio, segundo nota publicada no site do colégio, “salvo por motivo de força maior”. “No retorno às aulas, os alunos passarão por revisão dos conteúdos enviados durante o período da quarentena”, informa ainda a nota.

Já o Colégio Adventista de Piracicaba antecipou as férias para alunos, professores e funcionários no período de 13 de abril a 12 de maio, “a fim de aproveitarmos ao máximo presencialmente quando o retorno às atividades for reestabelecido, após a paralisação pelo Covid-19”, disse o diretor Jonas Dias.

Conforme informou a diretoria pedagógica do Colégio Salesiano Dom Bosco, Eliana Senicato, a escola ainda estuda a antecipação das férias, “de acordo com os órgãos superiores da área educacional e da saúde, e também da Rede Salesiana”, disse. Eliana afirma ainda que, assim que o calendário acadêmico for decidido, será divulgado aos pais.

REDE PÚBLICA
As redes municipal e estadual também consideram que o período de suspensão das aulas, desde 23 de março, devido à quarentena, serão abatidos do recesso de julho.

Conforme informou a Secretaria Municipal de Educação, “este período de 15 dias sem aulas foi antecipado o recesso de julho.”, informou em nota. Assim que novas decisões forem adotadas, informou a assessoria de imprensa, será divulgada.

No mesmo sentido, a Secretaria Estadual de Educação informou que, “além das duas semanas de férias que estavam previstas para o mês de julho, [teve] início na segunda (23) as duas semanas de recesso que aconteceriam em abril e outubro definidas no novo calendário”, diz a nota. O tempo da suspensão das aulas no estado ainda é por tempo indeterminado.

Andressa Mota