Escolas estaduais vão distribuir merenda a partir do dia 1º de fevereiro

Merenda antes da volta às aulas será entregue nas 59 escolas estaduais da cidade | Foto: Claudinho Coradini/JP

As 59 escolas da rede estadual de ensino, que em 2021 vai abrigar mais de 30 mil alunos, vão oferecer merenda completa para todos os alunos da rede pública estadual – seguindo o sistema de revezamento para evitar aglomerações e obedecer aos critérios sanitários – a partir de 1º de fevereiro. As aulas presenciais retornam no Estado dia 8 de fevereiro.

A retomada do fornecimento da merenda acontece uma semana antes do início do letivo. A medida ocorre para atender os alunos mais vulneráveis, explica o Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. Segundo a assessoria da pasta, um total de 60% dos alunos das escolas estaduais se alimentam na escola.

No retorno de fevereiro, destacou o Secretário da Educação do Estado de SP, Rossieli Soares, ontem, em coletiva de imprensa, a rede vai ter um limite de capacidade diária de até 35% de estudantes.

O Dirigente Regional de Ensino de Piracicaba, Fábio Augusto Negreiros, explica que a produção da merenda para os alunos da rede na cidade depende, principalmente, dos pais entrar em contato com a escola onde o filho estuda – precisam manifestar interesse no portal da Secretaria Escolar Digital (https://sed.educacao.sp.gov.br).

“Mas, caso não tenha acesso à internet, pode ligar na escola ou ir até lá. As diretorias também devem entrar em contato com os responsáveis por grupos de whatsapp, criado durante a pandemia, que ajudou bastante a comunicação entre pais e escola”, afirma Negreiros. E não existe um limite para solicitar que o filho receba, presencialmente, a merenda. “E garantimos que será tudo com muita segurança”.

Os alimentos da merenda às escolas de Piracicaba, conta Negreiros, são provenientes tanto do que a Secretaria de Educação do Estado vai enviar como também do que a Prefeitura local fornece. Desta forma alguns produtos são oriundos de agriculturas familiares. “Movimenta a economia da cidade”, ressalta o diretor de ensino.

O investimento para garantir a merenda a todos os alunos de toda a rede é de R$ 1,167 bilhão, sendo R$ 900 milhões do Governo de São Paulo e o restante por meio do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

A presença dos estudantes nas escolas para as aulas de todas as redes do Estado será opcional nas fases vermelha e laranja, como é o caso de Piracicaba.

Erick Tedesco | [email protected]

Leia mais

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezessete − 9 =