Legado deixado por França inclui a ética e a honestidade. (foto: Amanda Vieira/JP)

O escritor, engenheiro agrônomo e professor aposentado da Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), Geraldo Victorino de França, faleceu ontem, em Piracicaba, aos 93 anos. Membro da Academia Piracicabana de Letras, ele é autor de vários livros e seu último trabalho foi a 5ª edição do “Aprendendo com o Voinho”, que reúne verbetes variados e educativos para todas as gerações.

A escritora Ivana Maria de França Negri, filha do escritor, contou que ele morreu em casa, em companhia da família. Ela disse que ele chegou a ficar hospitalizado por conta de complicações nos pulmões, recebeu alta e veio para casa. “Ele partiu tranquilo, estava assistindo televisão, coisa que ele adora fazer, fechou olhos e partiu”, contou.

Para a família, o legado deixado por França inclui a ética e a honestidade, que permearam sua vida.

Natural de Barra Bonita, ele veio ainda jovem para Piracicaba, onde conheceu Zilda Giordano Victorino (já falecida) com quem se casou e formou a família. “Eles se conheceram muito jovens aos 17 anos, ela foi o único amor da vida de dele”, contou Ivana.

O casal teve os filhos Ivana Maria, Maria Graziela, Maria Fernanda e Geraldo. O ‘voinho’ como era carinhosamente chamado – deixa 12 netos e cinco bisnetos.

O escritor arcou com todos os custos do último livro lançado em outubro, no Lar dos Velhinhos. As vendas dos exemplares são revertidas à instituição. Nessa edição, as ilustrações são dos filhos, netos e bisnetas e a capa foi feita pela bisneta Ana Clara.

A família informou que o velório terá início às 8h desta quarta-feira, no Cemitério Parque da Ressurreição e o enterro será às 16h no mesmo local.

Beto Silva
[email protected]

2 COMENTÁRIOS

  1. Tio Geraldo vai ficar na saudades Mas com certeza já está ao lado de minha querida tia Zilda ❤️ Meus sentimentos aos familiares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze − 3 =