Estado de São Paulo realizará dois mil testes por dia para detectar o coronavírus a partir de quarta (25)

Novos casos são confirmados diariamente e de forma assustadora no Estado (Foto: Valter Campanhato/Agência Brasil)

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou ontem (23) que vai lançar, na quarta-feira (25), uma rede para a aplicação de testes para coronavírus no estado de São Paulo. Segundo ele, a intenção é que sejam realizados 2 mil testes por dia. “Testar, testar e testar. Essa é a orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS)”, afirmou Doria, em coletiva no início da tarde desta segunda- -feira (23).

A ampliação dos testes será possível por meio de parceria com 17 laboratórios ligados à Universidade de São Paulo (USP), com apoio do Instituto Butantan.

Segundo o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, 15 mil testes para coronavírus já foram feitos na capital paulista, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). “Adquirimos mais 100 mil testes do coronavírus que devem chegar na cidade na semana que vem”, afirmou. “Estamos nos preparando para o momento pior da crise.”

Além disso, São Paulo está ampliando o número de leitos no Hospital das Clínicas para o tratamento da doença. “O Hospital das Clínicas, maior complexo hospitalar da América Latina, abre 900 leitos para tratar o coronavírus a partir desta sexta-feira (27). Temos um andar completo, que foi reformado em tempo recorde. Já temos 200 leitos em UTI prontos.”

Também foram criados cinco centros de triagem para o atendimento de casos suspeitos. Os centros ficarão alojados no Hospital Emílio Ribas, Hospital do Mandaqui, Hospital Geral da Vila Penteado, Hospital Ipiranga e no Hospital Geral de Guaianazes.

DOAÇÕES DE EMPRESÁRIOS
Doria disse ontem que foram doados ao governo estadual R$ 96 milhões do setor privado, por 28 empresas. Essas doações, segundo ele, foram feitas em dinheiro e em equipamentos e em suplementos para os sistemas de saúde e de segurança pública. Ele aproveitou a coletiva para solicitar a doação de cestas básicas e kits de higiene e de proteção individual pelo site do governo de São Paulo.

DAVID UIP
A coletiva de ontem não teve a participação do infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contigência de Coronavírus, que após exames no Hospital Sírio Libanês, testou positivo para a Covid-19. O resultado foi anunciado no fim da tarde de ontem. Diante da siteuação, o governador João Doria, informou em suas redes sociais ter se submetido ao exame. O prefeito da capital, Bruno Covas, também fará o teste. Os dois tiveram contatos frequentes com Uip desde que a crise na saúde começou.

Agência Brasil