Estado divulga protocolos sanitários para igrejas e templos

Deve ser evitado rituais que envolvem o compartilhar. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O Governo de São Paulo disponibilizou nesta terça-feira protocolos sanitários para o funcionamento de igrejas, templos e demais estabelecimentos religiosos no Estado.

Os protocolos sanitários têm como objetivo auxiliar os estabelecimentos a reduzir o risco de contágio da covid-19.

O documento foi elaborado em parceria com representantes dos setores e validado pela Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo, baseado em critérios técnicos e de saúde.

De acordo com o protocolo sanitário divulgado, os responsáveis pelos estabelecimentos comerciais devem atentar para o nível de ocupação máxima no local, que deve ser de 30%.

Deve ser mantida a obrigatoriedade de tirar a temperatura antes do ingresso no local e fornecimento de álcool em gel.

É obrigatório também o uso de máscara durante todo o período da cerimônia inclusive pelos celebrantes e assistentes. O distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas dentro do local.

VENTILAÇÃO

Durante os cultos e celebrações, todas as pessoas devem estar sentadas e os horários devem ser espaçados para evitar aglomeração na entrada e saída.

Os responsáveis pelos locais devem assegurar a ventilação adequada do prédio onde ocorre a realização da celebração religiosa, mantendo todas as portas e janelas abertas todo tempo.

O protocolo também recomenda que, sempre que possível, devem ser evitados ou eliminados rituais envolvendo toques e compartilhando de objetos.

Por fim, a orientação é de suspensão dos coros temporariamente, devido ao potencial de contaminação desta atividade durante os cultos e celebrações religiosas.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois + quatro =