Estado lança segunda leva de editais do ProAC

Foto: Amanda Viera/JP

Documento se refere ao ProAC Expresso Editais e ProAC Expresso Direto 2021

O segundo bloco do ProAC Editais contempla linguagens artísticas como literatura e audiovisual e linhas direcionadas a projetos sobre os 100 anos da Semana de 22, bicentenário da Independência e artistas iniciantes. Já as duas linhas do ProAC Direto abrangem prêmios para profissionais da cultura e espaços culturais. Ambos são parte do investimento recorde de R$ 200 milhões do Governo do Estado de São Paulo no setor.

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa informa que já estão disponíveis os 36 editais dos programas de fomento ProAC Expresso Editais 2021, com o segundo bloco lançado nesta terça-feira 25, de mais 18 editais, e quatro linhas do ProAC Expresso Direto 2021, com duas sendo lançadas no mesmo dia. Os interessados podem acessar o site https://www.proac.sp.gov.br/ para conhecer os regulamentos e eventualmente fazer a inscrição.

As linhas lançadas hoje no ProAC Expresso Editais 2021 são: Literatura; Audiovisual; Museus e Acervos; Cidadania, que engloba Cultura Popular, Caiçara, Indígena, Quilombola, LGBTQIA+, Negra, Urbana e Hip Hop; Ações Locais para Interior – Pontal do Paranapanema, Vale do Ribeira e Baixada Santista; Ações Locais em Favelas e Periferias; Mostras, Festivais e Eventos; Projetos Culturais relacionados aos 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922 e aos 100 anos da Independência do Brasil e Artistas Iniciantes. Já no ProAC Expresso Direto também estão abertas inscrições para as linhas de Prêmio para Profissionais do Setor Cultural e Criativo e Prêmio para Espaços Culturais e Criativos.
As inscrições para o Juntos pela Cultura, programa de fomento e difusão online e presencial que tem um perfil municipalista, começaram no dia 11 pelos sites https://www.juntospelacultura.org.br ou https://www.amigosdaarte.org.br, e vão até dia 31 de maio.

Recorde

Os recursos para o ProAC Expresso Editais 2021, ProAC Expresso Direto, Proac LAB e Juntos pela Cultura 2021 fazem parte de um investimento recorde de R﹩ 200 milhões que beneficiará 9.340 mil projetos de artistas, produtores culturais e prefeituras. Este valor representa um aumento de 13% em comparação ao liberado no ano passado, de R﹩ 177,2 milhões. O objetivo do Governo de São Paulo é estimular a retomada das atividades culturais e criativas, fortemente impactadas pela crise gerada pela pandemia do coronavírus, e incentivar a geração de renda, emprego e desenvolvimento. A Secretaria estima gerar 138 mil postos de trabalho e um impacto econômico de R﹩ 300 milhões.
São três programas de fomento articulados e complementares com recursos próprios do Governo de São Paulo: ProAC Expresso Editais, ProAC Expresso Direto e Juntos pela Cultura + Difusão Cultural, totalizando um investimento recorde de R﹩ 182 milhões. Formulados a partir de consulta pública; reuniões setoriais com representantes de entidades e associações do setor; regras gerais, linhas, valores e parâmetros aprovados pelo Conselho Estadual de Cultura e Economia Criativa; e comissões de avaliação formadas também a partir de chamada pública, é o maior conjunto de programas de fomento à cultura em nível estadual no país e o maior investimento em produção cultural realizado por um estado brasileiro, que alcança todas as regiões e formas de expressão artística.

“Esses investimentos resultam do compromisso que o governador João Doria tem com a cultura, que encaramos como um front de desenvolvimento, de geração de renda e emprego, de alegria e de felicidade. O Governo de São Paulo reafirma esse comprometimento com a economia criativa e a valorização da arte e da cultura”, afirma o Secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão.

Expresso Editais

O ProAC Expresso Editais tem este ano o valor recorde de R﹩ 60 milhões, sendo R﹩ 49,84 milhões para projetos que serão selecionados em 2021, R﹩ 7,1 milhões para as segundas parcelas dos projetos selecionados em 2020 e R﹩ 2,1 milhões para o pagamento dos 175 profissionais que formarão as comissões de seleção e demais custos administrativos.

São 36 linhas, entre elas três novas: uma voltada para projetos relacionados ao Centenário da Semana de 22, outra para propostas relativas ao Bicentenário da Independência do Brasil e, por fim, uma para primeiras obras de artistas iniciantes. Outro destaque vai para os editais que contemplam ações locais em favelas e periferias, grupos coletivos, espaços culturais, organizações sociais e corpos estáveis de comunidades e os que agraciam os projetos locais no interior e litoral, abrangendo as regiões do Pontal do Parapanema, Baixada Santista e Vale do Ribeira. Essas últimas integram dois programas estratégicos do Governo de São Paulo e envolvem ações de outras Secretarias: Programa Comunidades e Programa Vale do Futuro.

As demais linhas se dirigem a áreas como teatro, dança, audiovisual, literatura, música, além de apresentações online, que serão exibidas por demanda na plataforma de streaming #CulturaEmCasa, criada em 2020 pela Secretaria com o objetivo de ampliar a difusão cultural virtual e que, em um ano de funcionamento, alcançou a marca de 5,4 milhões de visualizações em cerca de 3 mil conteúdos, empregando 7 mil artistas e 6 mil produtores e técnicos. Será contemplado apenas 1 projeto por proponente ou cooperado, observado o objeto do projeto.

Expresso Direto

O ProAC Expresso Direto, que neste ano substitui o ProAC Expresso ICMS, de incentivo fiscal à cultura, mantém o mesmo valor de investimento R﹩ 100 milhões, e o mesmo perfil do anterior, com parâmetros e ritos semelhantes, mas com o recurso chegando mais rapidamente ao proponente. São quatro linhas: Projetos Aprovados no ProAC ICMS com Recursos Captados em 2020 e 2019; Projetos Sem Captação no ProAC ICMS; Prêmio para Profissionais do Setor Cultural e Criativo e Prêmio para Espaços Culturais e Criativos. Em 2022, o ProAC ICMS voltará, por decisão do governador João Doria.
O Governo de São Paulo também obteve uma liminar que autoriza o uso dos recursos da Lei Aldir Blanc revertidos dos municípios ao Estado. Serão R﹩ 18 milhões para 11 linhas de prêmios nas áreas de teatro, dança circo, literatura, artes visuais, música, audiovisual e Pontos de Cultura. As inscrições começam no dia 29/5 e vale apenas para quem não foi contemplado nas linhas de prêmios do ProAC LAB 2020.

Impactos da pandemia
Segundo pesquisa do Itaú Cultural, a economia criativa perdeu 458 mil postos de trabalho formais e informais entre o quarto trimestre de 2019 e o quarto de 2020, devido aos impactos da pandemia da Covid-19. De outubro a dezembro de 2019, havia 7.137.912 indivíduos trabalhando no segmento. Nos mesmos três últimos meses do ano seguinte, o número havia caído para 6.679.994, uma retração de 6,4%. De acordo com a FGV, em 15 meses de paralisação, a perda é equivalente a 1,7% do PIB estadual.

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

13 + oito =