Do número total de professores, a maioria é mulher (107.829) contra 43.892 homens. (Foto: Freepik)

Nesta quinta-feira  (15) é celebrado o Dia do Professor, data que marca a importância dessa figura fundamental na formação da sociedade.

“Professor é uma das profissões mais nobres que existem, engrandece o cidadão e marca a vida de um estudante pra sempre. Por isso, muito obrigado a todos os professores de São Paulo e do Brasil”, disse o Governador João Doria em coletiva de imprensa na última quarta-feira (14).

O Secretário da Educação do Estado, Rossieli Soares, também prestou homenagens a esses profissionais e ressaltou que com a pandemia do coronavírus, muitas famílias estão ajudando seus filhos, seus netos, seus sobrinhos, um papel que geralmente ficava exclusivamente com os professores.

“Dia do Professor, talvez uma das datas mais importantes, pra mim a mais importante da nossa sociedade. Todos nós estamos aqui porque fomos marcados, na nossa vida, por algum tipo de professor. Portanto, hoje, toda família se sente um pouco professor e pode ver um pouquinho daquilo que os nossos professores fazem todos os dias”, completou.

Conheça dez curiosidades da rede estadual de São Paulo destacadas pela Secretaria Estadual da Educação.

•      A rede estadual de São Paulo possui 151.721 docentes em sala de aula que atuam em 5.100 escolas estaduais. 

•      Do número total de professores, a maioria é mulher (107.829) contra 43.892 homens. 

•      Na média, as mulheres têm 46 anos, e os homens são um ano mais novos, com 45 anos.  

•      44 professores da rede estadual que moram em dez cidades diferentes lecionam no Centro de Mídias SP, que oferece aulas mediadas por tecnologia transmitidas por aplicativos e canais de TV. 

•      No total, 1.124 docentes dão aulas em penitenciárias do Estado. Outros 925 lecionam em unidades da Fundação Casa. 

•      Há 1.844 professores que atuam nas salas de recursos que atendem alunos que possuem algum tipo de deficiência intelectual. 

•      A rede estadual possui 2.379 professores que ensinam alunos matriculados na modalidade de Educação para Jovens e Adultos (EJA). 

•      Há 732 professores que lecionam nos cursos de idiomas nas unidades do Centro de Estudo de Línguas (CEL). 

•      O Estado possui 74 docentes que atuam nas classes hospitalares, e ensinam crianças e adolescentes que estão internados ou sob tratamentos médicos nos hospitais. 

•      Três novos conteúdos foram incorporados ao currículo paulista neste ano por conta do programa Inova Educação. Sendo assim, 29.219 professores lecionam nas disciplinas eletivas; 22.802 em projeto de vida; e 14.036 em tecnologia e inovação. 

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × 4 =