‘Estou no lugar certo para continuar ganhando’, diz Messi, em apresentação no PSG

Lionel Messi em sua apresentação no Paris Saint-Germain - Crédito foto: AP Photo/Rafael Yaghobzadeh

As primeiras palavras do supercraque Lionel Messi como jogador do Paris Saint-Germain tentaram unir o passado, como jogador do Barcelona por 17 temporadas, mas também apontar para o futuro, essa nova fase de sua carreira, e seu desejo pessoal de conquistar novos títulos. O jogador foi apresentado oficialmente nesta quarta, dia 11, como o mais importante reforço da história do clube francês.

“Não deixo para trás tudo que vivi no Barcelona, tudo não some de um dia para o outro. Mas, estou muito feliz por estar aqui, começar essa nova etapa. E minha semana foi de altos e baixos, muitos sentimentos. A gente foi assimilando isso da maneira possível”, afirmou o argentino. “Estou no lugar certo para conquistar a Liga dos Campeões e continuar ganhando.” – completou.

Uma multidão acompanhou a primeira entrevista do craque argentino do lado de fora do Estádio Parque dos Príncipes para saudar o mais importante reforço da história do clube e do próprio futebol francês. De acordo com o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi, a chegada de Lionel Messi é “um dia histórico”.

Um dos momentos mais emocionantes foi exatamente esse primeiro encontro com a torcida. Diante de uma festa parecida como aquela que verá durante os jogos – fumaça colorida, fogos de artifício e muita cantoria – Messi estava emocionado. Não chegou a chorar, mas foi quase. Do alto de um balcão, uma espécie de palanque que ficou distante uns cinco metros da multidão, ele acenou e sorriu mais do que de costume.

Em férias depois de conquistar a Copa América, no Maracanã, no mês passado – seu primeiro título com a seleção argentina principal em toda sua carreira -, Messi se esquivou sobre a definição da data de estreia pelo novo clube. O Campeonato Francês já começou, e o PSG venceu o Troyes na estreia.

O vínculo de Messi com o clube francês é de duas temporadas, tendo a opção de renovar por mais uma temporada, até o meio de 2024. Seu salário rondaria os 35 milhões de euros (cerca de R$ 214 milhões na cotação atual) líquidos por temporada, com bônus incluídos – isso o deixaria no nível dos vencimentos de Neymar no elenco. Messi vai utilizar o número 30, que faz parte de sua história no começo da passagem vitoriosa pelo Barcelona.

Edilson Morais

[email protected]

LEIA MAIS:



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × três =