Estudantes da rede estadual melhoram desempenho em 2019, aponta Idesp

Alunos da rede estadual evoluíram em indicadores do IDESP 2019. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

O resultado do Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo 2019 mostra uma evolução dos alunos do ensino fundamental da rede estadual de São Paulo em relação ao ano anterior.

O Idesp 2019 aponta que os alunos dos anos iniciais do fundamental avançaram de 5,55 para 5,64 pontos. Já os anos finais atingiram a média de 3,51 – 0,13 a mais do que o registrado em 2018. No ensino médio, o indicador mostrou uma ligeira queda no desempenho com nota de 2,44.

Criado em 2007, o Idesp é um dos principais indicadores da qualidade do ensino na rede estadual paulista. Para ser calculado são utilizados os resultados do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), nas disciplinas de língua portuguesa e matemática, mais o fluxo escolar, que é composto pelas taxas de aprovação, reprovação e abandono dos alunos.
A Seduc propôs metas para o indicador até 2030 com foco na melhoria do ensino. Os resultados também ajudam a nortear a elaboração do planejamento escolar e das políticas públicas.

 

SARESP
O sistema de avaliação que tem o objetivo analisar o desempenho dos alunos dos ensinos fundamental e médio da rede estadual e dar subsídios para a Secretaria da Educação tomar decisões relacionadas à política educacional do Estado.

Em língua portuguesa, os alunos do 5º ano do ensino fundamental apresentaram uma ligeira queda em relação ao ano anterior e obtiveram 216,8 pontos. Por outro lado, em matemática os alunos saltaram de uma média de 227,4 para 231,3 (3,9 pontos a mais).

No 9º ano do ensino fundamental, o Saresp apontou uma estagnação dos alunos em língua portuguesa com os mesmos 249,6 pontos de 2018. Em matemática, foi registrado um crescimento de 255,6 para média de 259,9 (4,3 pontos a mais). No ensino médio, a avaliação revela uma piora dos resultados em ambas as disciplinas. Em língua portuguesa, a média caiu de 278,8 para 274,5. Em matemática a queda foi de 278,6 para 276,6 pontos.

As provas do Saresp foram aplicadas em novembro do ano passado para cerca de 1 milhão de alunos da rede estadual regular de todo o estado de São Paulo.

Assim como em escala nacional, o ensino médio é um dos gargalos da educação pública paulista. Para enfrentar o desafio de melhorar a qualidade desta etapa da escolaridade e torná-la mais atrativa, a Secretaria Estadual da Educação já implementou uma série de ações pedagógicas.

 

Da Redação