Etec Piracicaba é a primeira a ter aulas online e gratuitas de coreano

Curso vai capacitar jovens para atuar nessas empresas (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Desde 2012, quando uma gigante multinacional coreana do ramo automobilístico se instalou em Piracicaba, a população local e da região convive diretamente com o idioma asiático, seja na indústria como no comércio, nas escolas e no convívio social. Com a oportunidade de emprego em diversas outras empresas coreanas que vieram à cidade, ou mesmo para aprender outra língua, a Etec (Escola Técnica Estadual) Ary de Camargo Pedroso agora oferece aulas gratuitas online de coreano.

Segundo a assessoria do Centro Paula Souza, esta unidade piracicabana a primeira unidade do interior paulista a receber o curso – a outra a receber é em São Paulo, na Prof. Horácio Augusto da Silveira, da zona norte.

As atividades são ministradas na plataforma de educação a distância do CPS por professores nativos. De acordo com o Centro Paula Souza, os alunos aprendem noções básicas, como alfabeto, saudações, conversação e leitura, além das principais características culturais.

“O objetivo é capacitar jovens talentos para suprir demandas de empresas sul-coreanas em áreas como automobilística, eletrônica e tecnologia da informação, bem como criar condições para participação em programas de intercâmbio acadêmico e profissional do país asiático. No segundo semestre, o projeto deverá ser expandido para outras unidades”, explicou em nota.

Fernanda Caroline Costa, de 16 anos, do curso técnico de Logística Integrado ao Ensino Médio da Etec de Piracicaba, é uma das estudantes que se inscreveu no curso. Ela conta que se inscreveu para o curso para entender melhor o significado das músicas do BTS, seu grupo preferido de K-pop, mas no decorrer das aulas começou a descobrir uma nova paixão por outros aspectos da Coreia do Sul. “É um país fantástico, com uma cultura riquíssima e uma política educacional atrativa para estrangeiros. Pretendo me aprimorar no idioma para tentar uma bolsa de graduação para brasileiros”, afirma.

O curso é uma parceria entre o Centro Paula Souza (CPS), por intermédio da Assessoria de Relações Internacionais (ARInter), e o Centro de Educação do Consulado Geral da República da Coreia do Sul em São Paulo.

Erick Tedesco