Ex-candidato à prefeitura, Francys Almeida discute com morador de condomínio

0
2.576 views

Um vídeo do ex-candidato à prefeitura pelo PCdoB, derrotado no primeiro turno, Francys Almeida discutindo com um morador do condomínio Piazza di Roma, do qual é síndico, tem circulado nas redes sociais. Nas imagens, o ex-candidato desfere tapas na mão do morador, que é Almir Rodrigo Santos de Oliveira, quem revida com dois socos que atingem a mão de Almeida. A discussão ocorreu na manhã da última segunda-feira (14).


Ambos afirmam que sofrem perseguição um do outro. Na ocasião em que o vídeo foi feito, Oliveira foi à administração para esclarecer questão do condomínio quanto à vaga de estacionamento.


Conflito ocorreu na segunda-feira, no conodmínio Pizza di Roma | Foto: Amanda Vieira/JP

Segundo Almeida, o carro do morador estaria fora do limite da vaga, descumprindo normas, e esse não quis tirar a moto e colocá-la em outra vaga disponibilizada, segundo relata. “Ele começou a me chamar de pilantra, começou a me xingar e no que ele começou a me xingar, fui tirar satisfação com ele”, diz Almeida.


Oliveira, por sua vez, afirma que o carro estava regular na vaga, que seus veículos foram expostos aos contatos de uma lista de telefones do condomínio e que o síndico implica com ele por visões políticas distintas de longo prazo, assim como ocorre com outros moradores. Segundo o morador, antes do início da captação do vídeo, Almeida teria desferido um tapa em seu rosto devido à discussão verbal iniciada no Whatsapp. “Aí também que saí fora de mim e fui para cima dele também”, diz Oliveira.

Ambos afirmam que vão recorrer à Justiça para tomar as medidas legais cabíveis. Almeida abriu um B.O. (Boletim de Ocorrência) na segunda-feira. Oliveira afirma que vai fazer um B.O. até hoje (16).

LEIA MAIS:


Nesse contexto, Almeida diz que o também ex-candidato à prefeitura Edvaldo Brito (Avante) “patrocina” as discussões internas do condomínio com cunho político e que o teria ameaçado depois das eleições. Almeida apoiou o atual prefeito Barjas Negri (PSDB) no segundo turno e Brito, o prefeito eleito Luciano Almeida (DEM).

Brito nega as acusações de que teria ameaçado Francys Almeida. Comenta que o então candidato o caluniou por meio das redes sociais, assim como teria feito com “muitas pessoas” durante as eleições, e que vai processá-lo.

Andressa Mota

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

vinte + 1 =