Entre os tumores graves, o de próstata é mais frequente em homens | Foto: Claudinho Coradini/JP

A pandemia da covid-19 impactou também os exames de prevenção ao câncer de próstata, ao qual o mês de novembro é dedicado para incentivar o diagnóstico precoce de doença. Em Piracicaba, até 28 de outubro, foram realizados 225 exames de biópsia de próstata guiada por ultrassom. O número representa queda de 20% se comparado com o mesmo período de 2019, com 278 exames. Os dados são da SMS (Secretaria Municipal de Saúde).


Os pacientes que não fizeram os exames no início da pandemia, segundo o oncologista e diretor do Cecan (Centro de Câncer da Santa Casa de Piracicaba), Fernando Medina, começaram a chegar ao Centro entre setembro e outubro com o tumor em estágio mais avançado.

“Quando nós fazemos a biópsia de maneira regular, a maioria dos pacientes está em estágio clínico 1 e 2 com uma chance muita alta de cura. Agora a maioria dos pacientes que estão chegando lá no Cecan são estágios clínicos 3 e 4 e com dificuldade muito grande de melhorar a sobrevida desses pacientes”, comenta o oncologista. “Tem uma mortalidade razoável. Aproximadamente 15 mil homens deverão morrer esse ano no Brasil de câncer de próstata”, complementa.

LEIA MAIS:


De acordo com Medina entre os tumores mais graves, o de próstata é o mais frequente nos homens. Entre os tumores em geral, o câncer de pele é o mais frequente no mundo.

Segundo o médico, o tumor de próstata tem tal incidência devido à grande parte da população masculina não ter o hábito de ir ao médico e fazer os exames periódicos regularmente.


Medina orienta que todos os homens acima dos 50 anos devem fazer o exame de próstata. Aqueles que têm histórico do tumor na família devem começar aos 45 e os que têm dois parentes de primeiro grau (irmão, pai) com tumor de próstata, a partir dos 40 anos.

O oncologista lembra que o tabu envolto no exame de próstata tem diminuído. Porém o acesso à saúde ainda é um empecilho no diagnóstico precoce. “Às vezes esse paciente precisa ir para o posto de saúde, ficar esperando muito tempo e a maioria não tem a paciência porque tem outras coisas que eles acham que são importantes”, comenta.


De acordo com a SMS, serão realizadas ações na atenção básica durante todo o mês voltadas à saúde do homem.

Andressa Mota

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × dois =