Facesp se manifesta contrário à criação da ACP

Segundo Facesp, a Acipi está entre as melhores do Estado (Foto: Amanda Vieira/JP)

A Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo) se manifestou ontem sobre a proposta de criação da ACP (Associação Comercial de Piracicaba) apresentada por um grupo de comerciantes da cidade. A federação informou que ‘recebeu com surpresa a informação de que um grupo de comerciantes tem se mobilizado para montar uma nova entidade com a denominação ACP’.

Em nota, a entidade ressaltou que a Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), entidade com quase 90 anos de história, se destaca como uma das dez melhores de todo o Estado, entre as 420 associações comerciais filiadas à Facesp.

A Facesp informou que a tentativa de formação de uma nova associação ocorre sem nenhum respaldo ou reconhecimento da Federação e da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil.

“O estatuto da Facesp determina que cada município possa conter apenas uma Associação Comercial e que, em Piracicaba, a entidade filiada à Facesp é a Acipi”, informou a federação acrescentando que, neste momento de crise econômica, gerada pela pandemia, a Facesp, em conjunto com a Acipi, tem buscado meios para que Piracicaba e região deixem a fase mais restrita do Plano São Paulo e, assim, tenha as atividades econômicas flexibilizadas.

“Este é o momento de união dos empreendedores e não de cisão”, acrescentou.

FASE VERMELHA
A Facesp informou também que encaminhou ontem ofício ao Governo do Estado solicitando que Piracicaba seja retirada da fase vermelha. O pedido também é uma reivindicação da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), que vem tentando, desde o início das restrições, uma flexibilização maior para os estabelecimentos considerados não essenciais.

Beto Silva

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × três =