Falta de coleta seletiva é alvo de críticas na Câmara de Vereadores

Questionamentos foram motivados por matérias do JP | Foto: Claudinho Coradini/JP

Após matéria publicada pelo Jornal de Piracicaba há dez dias sobre a falta de coleta de seletiva em bairros de Piracicaba, a Câmara de Vereadores discutiu o problema na reunião da última quinta-feira durante votação do requerimento da vereadora Nancy Thame (PV) questionando o Executivo sobre o serviço realizada no município.

Na ocasião, Nancy, Coronel Adriana (PSL), André Bandeira (PSDB), Pedro Kawai (PSDB), Laércio Trevisan Jr. (PL) e Lair Braga (SD) fizeram duras críticas às falhas na coleta que, somadas ao fato de parte da população ainda resistir a separar o lixo orgânico dos resíduos que podem ser reaproveitados, fazem com que uma elevada carga de material reciclável deixe de ser processada por cooperativas.

Sem passar nas casas há quatro meses, segundo relatos de moradores à vereadora Nancy Thame (PV), o requerimento motivou críticas de parlamentares à empresa Piracicaba Ambiental e à Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente.

Na propositura, a parlamentar reproduz reclamações de moradores do Centro sobre a irregularidade do serviço e pergunta se houve alteração dos horários da coleta seletiva e com qual periodicidade ela está sendo efetuada. “Temos tido muitos questionamentos de diversos bairros, principalmente relativos à alteração de horário da coleta. [Sacos com resíduos] Ficam na rua por vários dias, esparramados”, observou Nancy, que alertou para o fato de, na ausência prolongada do serviço, muitas pessoas acabarem descartando materiais recicláveis junto com o lixo orgânico.

A vereadora Coronel Adriana (PSL), também mostrou preocupação com o efeito da falta da coleta seletiva no descarte incorreto de resíduos. “É lógico que vai estar o lixo cheio de plástico. Não tem coleta seletiva, não consegue fazer a compostagem, não consegue reaproveitar nada.

Estamos pagando milhões de reais por mês para fazer um negócio que não funciona”, disse, sobre o contrato com a Piracicaba Ambiental para o reaproveitamento dos resíduos. A prefeitura garantiu que serviço de coleta seletiva na cidade não foi paralisado pela pandemia e que segue normal pelos bairros da cidade. “O serviço de coleta seletiva tem sido realizado normalmente”, disse a prefeitura em nota na semana passada. Durante a reunião, vereadores também criticaram o secretário responsável pela pasta.

Beto Silva