Falta varrição em rotatória da avenida Pompeia com Higienópolis

Morador afirma que problema é recorrente; Sedema informou que houve “falha pontual” e que realiza mutirão de limpeza hoje (7) | Foto: Amanda Vieira/JP

A rotatória entre as avenidas Pompeia e Higienópolis, na altura do número 1855 da primeira avenida, está tomada das folhas das árvores devido à falta de varrição do local. Segundo morador, o problema é recorrente e acontece há mais de um ano, colocando motoristas em perigo, uma vez que o acúmulo de resíduos pode fazê-los perder o controle.


O funcionário público Adriano Santos Mazzi caracteriza a situação como “descaso” e afirma que já solicitou, por meio do 156, que o serviço de varrição fosse regularizado no local por diversas vezes. “No que sempre recebo como resposta que o serviço já é realizado”, lembra, mas, ao passar diariamente por lá, verifica o contrário. “Minha taxa de limpeza pública está paga, assim como meu IPTU”, comenta.

Em nota, a Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente) afirmou que “houve, sim, uma falha pontual e que a equipe responsável foi orientada a sanar o problema”, diz.

A pasta informou ainda que a varrição no ponto citado é realizada às terças e sextas-feiras e que, nesta quarta-feira (7), devido à falha, “será realizado um mutirão para a limpeza geral no local citado”, complementa a nota.

Mazzi conta que, no ano passado, chegou a ir até a Sedema e conversou com o funcionário responsável pelo setor. Na ocasião, foi informado, “por protocolo”, como enfatiza, de que o serviço já era realizado. “Resolveu por alguns dias [mas] logo abandonou novamente e não há o que se faça para que seja realizado”, afirma.

“Se se observar pelo local, os postes e árvores estão cheios de marcas de veículos que perdem o controle da direção e acabam colidindo devido derrapagem na rotatória, além dos motociclistas que constantemente sofrem queda ali”, continua Mazzi.

A Sedema afirmou ainda que a queda das folhas é natural e que “mesmo a pasta tendo equipes que diariamente trabalham neste serviço, é impossível recolher o volume diário de folhas secas caídas por todo o município”.

LEIA MAIS:

Andressa Mota

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × 5 =