Família perde quase R$ 10 mil no ‘Golpe do empréstimo pelo WhatsApp’

Foto: Claudinho Coradini/JP

Uma aposentada de 62 anos perdeu R$ 7.440 em transferências pelo Pix após receber mensagens pelo WhatsApp , que acreditava eram de seu filho que reside na Espanha. A mulher fez movimentações bancárias em duas contas com nomes diferentes. Como foi solicitado mais dinheiro e não tinha condições, ligou para outro filho, que reside em São Paulo, que ainda fez a transferência de mais R$ 2.450 em uma terceira conta. Somente depois de concluídas as transações, eles conseguiram descobriram que foram vítimas de golpe.

Segundo o boletim de ocorrência, na primeira mensagem, o golpistas que se passou pelo filho da idosa disse que precisaria de R$ 1.480 para comprar um celular. Assim que conseguiu fazer a transferência pelo Pix, recebeu outra mensagem pedindo mais R$ 2.980, em nome de uma pessoa diferente. Após realizar a transação, ele recebeu outro pedido do mesmo valor, que foi realizado. Não contente, a mulher recebeu outra solicitação de mais R$ 2.450. Como não tinha mais condições de realizar mais um empréstimo, ela ligou para outro filho, que mora em São Paulo, que concluiu a transferência do valor. Ele acabou desconfiando dos insistentes pedidos de dinheiro e acabou entrando em contato com o irmão, que afirmou que não tinha feito os pedidos.

Somente depois de perceber que foram enganados, a aposentada esteve no plantão policial para registrar o boletim de ocorrência sobre estelionato.

DICAS DA POLÍCIA

Polícia Civil identificou que os golpes pela internet realizados por meio de roubos pessoais, dobraram no período da pandemia da covid-19. A UIP (Unidade de Inteligência Policial) do Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) identificou o aumento de 108% na darkweb (parte oculta da internet, que não é possível rastrear pelos mecanismos de busca pessoal). É nessa parte obscura da internet que os golpistas procuram informações. E acredite: dependendo do caso é possível conseguir dados de documentos pessoais e até placa de carro.

PARA RECUPERAR CONTA

A Polícia Civil explica como recuperar a conta clonada do WhatsApp. É necessário mandar e-mail para [email protected] Colocar no assunto “Perdido/roubado, por favor, desative minha conta”. Depois no corpo do e-mail relate que sua conta foi subtraída e solicite a restauração. No período de três a cinco dias a conta é reativada. Outra dica é a confirmação em dois tempos do WhatsApp e nunca informe seu código à estranhos.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

seis + 2 =