Família procura mulher desaparecida há mais de dois meses

Daiane nunca ficou tanto tempo fora de casa (Reprodução)

Os familiares de Daiane Alves da Silva, de 28 anos, procuraram a Polícia Civil para registrar o boletim de ocorrência. Ela está desaparecida há mais de dois meses. Daiane, que morava na Comunidade da Portelinha, não foi mais vista por amigos e familiares desde o dia 3 de julho deste ano. Os parentes de Daiane também fizeram uma campanha nas redes sociais para conseguir notícias de sua localização. Ela saiu apenas com as roupas do corpo. O caso também está sendo apurado pelos policiais civis da 3ª DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa) da Deic (Delegacia Especializada de Investigações Criminais).

Uma autônoma de 27 anos, irmã de Daiane, disse que sua família já percorreu as casas de amigos e parentes, mas ninguém deu alguma pista de seu paradeiro.

“Minha irmã é usuária de crack desde os seus 15 anos, durante esse tempo ela ficou no máximo uns 15 dias fora de casa. Mas nunca tanto tempo assim. Ela tem um filho de quatro anos que é criado pela minha mãe”, afirmou a autônoma.

Segundo ela, sua irmã sempre vinha para casa para ver seu filho. “Ela sempre dizia que era para cuidar bem do meu sobrinho, porque um dia, ela pretendia largar essa vida. Algumas pessoas nos disseram que ela estava com algumas dívidas, mas não sabemos até que ponto é verdade”, desabafou a irmã de Daiane.

Os familiares pedem desesperadamente, que se alguém tiver alguma informação sobre a localização dela, entre em contato com a polícia. A sede da Deic, fica na Rua Tiradentes, 938, no Centro. O telefone é (19) 3461-6169.

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezesseis − 11 =