Família se assusta com conta de mais de R$ 3 mil e cobra revisão da CPFL

Foto: Amanda Vieira/JP

Só as contas de energia de novembro e dezembro da família da Lorena Barros dos Santos, moradora do Jardim Alvorada somam R$5.110,72. O susto começou em dezembro, quando receberam a conta referente ao mês anterior no valor de R$ 3.151,83. Neste mês, continuou, pois a conta referente a dezembro chegou com valor de R$ 1.958,89.


“A gente ficou muito desesperado quando abriu as contas, porque realmente a gente não tem como pagar. Só o meu marido trabalha registrado, eu faço quando aparece alguma coisinha, mas sou desempregada”, conta Lorena.


Segundo ela, a família procura desde o mês passado resolver essa situação com a empresa CPFL Paulista. “Liguei várias vezes na CPFL para pedir que uma equipe fosse na minha residência ver qual o problema, já que tinham ido dois eletricistas e não tinham detectado nenhum problema na minha rede elétrica e nenhuma equipe compareceu no local”, desabafa.

LEIA MAIS:


Segundo Lorena, a família gasta, em média R$120 em energia elétrica por mês. Assim, considera “abusivos” os valores das contas que cobra da empresa uma revisão. “Valor abusivo, moro em casa eu meu marido e meus dois filhos. Minha conta de energia referente ao mês 11 veio o valor R$ 3.151,83. E a conta referente ao mês 12 veio R$ 1.958,89”, enfatiza.


Questionada pela reportagem, a CPFL Paulista afirmou que “fará uma análise minuciosa dos protocolos informados para apurar o relato da cliente” e que a empresa vai enviar uma equipe até a residência até a próxima semana “para verificar o funcionamento correto do medidor e, sendo constatado alguma avaria no equipamento, as contas mencionadas serão revisadas”, diz em nota.

Andressa Mota

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

6 + 2 =