Feriado movimenta mais de 2,5 milhões de veículos nas rodovias

Ação começou ontem e será realizada nos mais de 22.000 quilômetros da malha rodoviária do estado (foto: Claudinho Coradini/JP)

O Comando de Policiamento Rodoviário, órgão de execução da Polícia Militar do Estado de São Paulo, alinhado ao Programa Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade e ao Programa de Redução de Acidentes de Trânsito e Segurança Viária 2011 – 2020 desencadeou desde ontem, até a próxima quinta-feira (26), a Operação “Natal 2019”. A ação será realizada nos mais de 22.000 quilômetros da malha rodoviária do Estado de São Paulo, segundo informações da Polícia Militar Rodoviária.

De acordo com a instituição, durante todos esses dias, a atuação do policiamento rodoviário será na prevenção criminal e na segurança do trânsito, verificando principalmente o excesso de velocidade, a embriaguez na condução dos veí- culos, as ultrapassagens proibidas, o uso de cinto de segurança e dos dispositivos de retenção para crianças, o uso do celular ao volante, além do uso de capacetes por motociclistas, contribuindo, desta forma, com a redução de mortes no trânsito, conforme preconizado pela ONU (Organização das Nações Unidas).

EQUIPAMENTOS

Para suprir a necessidade de pessoal, o policiamento rodoviário vai permanecer, nesse período, em regime especial de trabalho, com redução de folgas e emprego de todo o efetivo administrativo.

O objetivo é potencializar a ação ostensiva, atuando de forma estratégica, em dias, horários e locais conforme o volume de tráfego e índices de vulnerabilidade.

De acordo com as informações da Polícia Militar Rodoviária, será um total de 1.549 homens e mulheres, por dia, empregados de forma estratégica em 125 bases operacionais fixas, além do empenho diário de 562 viaturas, visando garantir a segurança pública e a fluidez do trânsito.

O efetivo de serviço conta, ainda, com o monitoramento por câmeras, etilômetros (bafômetros), radares (portáteis e mó- veis) para aferição de velocidade, binóculos para a fiscalização de infrações em movimento, entre outros equipamentos.

Da Redação