Fernando Meligeni completa 50 anos, a história de um ídolo do tênis brasileiro

Fernando Meligeni com a medalha de ouro dos Jogos Pan-americanos - Foto: Reprodução.

Fernando Ariel Meligeni, o Fininho, foi um dos mais importantes tenistas do país na década de 90 e início dos anos 2000.  Nascido na Argentina no dia 12 de abril de 1971, em Buenos Aires, Meligeni se mudou para o Brasil aos 4 anos e por aqui, começou a praticar o tênis.

Na categoria juvenil conquistou o Orange Bowl, em Miami, em 1989, terminando a temporada na terceira colocação no ranking mundial daquele ano. Em 1990, tornou-se profissional e um ano depois, venceu Cássio Motta, no torneio da ATP disputado na cidade do Guarujá, litoral paulista.

Nos anos seguintes, chegou às oitavas de final do Aberto da França e na final do Aberto do México, após derrotar o espanhol Alex Corretja por 2 sets a O com parciais de 6/0 e 6/1 na semifinal. Ele foi derrotado na decisão pelo austríaco Thomas Muster, considerado o melhor tenista do saibro naquela época.

No ano de 1995 veio o primeiro título internacional no ATP de Bastad, na Suécia, onde passou por adversários experientes como o norueguês Christian Ruud, número 62 no ranking mundial na época. Esse foi primeiro título em torneios organizados pela ATP (sigla em inglês para Associação de Tenistas Profissionais).

O ano de 1996 foi promissor para Meligeni, que chegou à decisão do Torneio de Pinehurst, na Carolina do Norte, vencendo o sueco Mats Wilander por 2 sets a 0 com parciais de 6/4 e 6/2.  No mesmo ano, representou o Brasil nos Jogos Olímpicos de Atlanta, nos Estados Unidos, fechando a sua participação entre os quatro melhores tenistas ranqueados daquele ano.

Fernando Meligeni fez história nos torneios de dupla ao alcançar a 34ª posição do ranking mundial em1997 com os títulos do ATP Tour de Estoril, em Portugal, do ATP Tour de Bolonha, Itália, do ATP Tour de Stuttgart, Alemanha, do ATP Tour de Bogotá, Colômbia e do Challenger de Salinas, no Equador.  

Durante a temporada de 1998, conquistou o título do challenger de São Paulo e o Torneio de Praga, na Republica Tcheca, o seu último título em torneios da ATP. Na oportunidade, venceu na final, o então número seis do mundo Yevgeny Kafelnikov.

Durante a sua carreira, o atleta disputou grandes torneios de tênis pelo mundo, como Masters Series de Monte Carlo, Roma e Barcelona. Ele jogou quatro vezes o Torneio de Roland Garros, em Paris, França, chegando à fase semifinal do torneio em 1999, quando alcançou a 25ª posição no ranking mundial, com vitórias expressivas diante de grandes adversários como Pete Sampras, David Nalbandián, Carlos Moyá e Andy Roddick.

Após representar o Brasil nas Olimpíadas de Atlanta em 1996, Meligeni voltou a vestir a camisa verde e amarela nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, na República Dominicana, em 2003, quando encerrou a sua carreira profissional.  Na decisão, “Fininho” conquistou o ouro ao derrotar o chileno Marcelo Ríos pelo placar de 2 sets a 1 com parciais de 5/7, 7/6 (8/6) e 7/6 (7/5).

Edilson Morais

[email protected]

LEIA MAIS:

1 COMENTÁRIO

  1. Este atleta é de uma humildade e simpatia sem igual. Estivemos com ele em algumas palestras no Sesc, sempre autêntico e muito atencioso!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

4 × três =