Festa do Divino: maior festa religiosa chega em sua 196ª edição e segue até 17 de julho

Foto: Ivan Moretti

Comemoração agita a semana em Piracicaba com música ao vivo, gastronomia, queima de fogos e muita animação

Neste domingo (10), teve início a 196ª Festa do Divino, com a derrubada e benção dos barcos na rampa da Rua do Porto, ao lado do rio Piracicaba. Em seguida, houve a congada e a folia. A maior festa religiosa do município, promovida pela Idesp (Irmandade do Divino Espírito Santo de Piracicaba), iniciou com o tríduo solene nesta segunda-feira (11), com o padre Robson no Salão da Irmandade. A ação religiosa também ocorre nos dias 12 e 13 de julho, às 20h, com os padres Celso Ricardo e José Maria. Neste ano, a festeira é Maria Rosa Zilio Casarin, conhecida como Rosinha.

A folia continua no dia 14 de julho, às 20h, com jantar ao som do Samba D’Aninha, no Largo dos Pescadores. O cardápio está recheado: lanche de pernil, cuscuz (com opção no bafo), pastéis, espetinhos, panceta, frango a passarinho, leitoa pururuca, refrigerantes e as bebidas: chope e batida de frutas.

Um dos ícones cultura de Piracicaba, a Banda União Operária entra em ação em 15 julho, também às 20h. No mesmo dia haverá o leilão de prendas e, às 22h, acontece o show pirotécnico.

Já a programação do dia 16 está bastante agitada: às 14h acontece a congada no Largo dos Pescadores. Às 15h terá a procissão do Divino Espírito Santo e a missa do Encontro, com o bispo Dom Devair e Monsenhor Ronaldo. O encontro das bandeiras acontece às 16h, no rio Piracicaba. E, para fechar a programação do dia, às 20h tem jantar com música ao vivo da Claudemir e Moisés.

No dia 17 de julho, às 9h, a festa inicia com a procissão de Nossa Senhora Aparecida. O Monsenhor Ronaldo também realizará a missa da Passagem da Bandeira ao Festeiro de 2023, às 10h. Novamente terá a apresentação da congada às 11h. A partir do 12h tem almoço com Matheus e Denílson, e às 16h, o encerramento da festividade.

“Os devotos nos fizeram perguntas constantemente se haveria festa e recebemos até mensagens de devotos de outras cidades”, conta Victor Toti, presidente da Idesp, sobre a expectativa para a celebração.

Fernanda Rizzi
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

quatro × três =