Filho de Hortência, João Vitor, vai representar o Brasil no hipismo

Foto: Divulgação/João Vitor

Aos 25 anos de idade, ele fará sua estreia na prova individual, marcada para o dia 24 de julho

O cavaleiro João Vitor Marcari Oliva, filho da ex-jogadora de basquete Hortência, será o representante brasileiro no hipismo adestramento nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, que começam no dia 23 de julho. A CBH (Confederação Brasileira de Hipismo) confirmou nesta terça, dia 22, a convocação dele e do cavalo Escorial Horsecampline.

Nas redes sociais, a medalhista olímpica comemorou o feito do filho. “Orgulhosa demais”, disse Hortência, que compartilhou no seu Twitter a carta de convocação e parabenizou o filho. “Muita emoção com a convocação do meu filho para mais uma Olimpíada! Orgulhosa demais! Você merece tudo isso, pela sua dedicação. Te amo, filho”, escreveu.

O atleta fará sua estreia em Tóquio no dia 24 de julho, nas provas individuais. O evento no Japão será sua segunda participação em Jogos Olímpicos. O cavaleiro fez parte da equipe brasileira no Rio-2016 e com ele, o Brasil ficou em 10º lugar na prova por equipes e João Vitor acabou em 46º no individual.

Com três índices técnicos, o cavaleiro paulista conquistou a única vaga do Brasil no hipismo adestramento ao apresentar a melhor média (70,565%), considerados os dois melhores resultados entre os conjuntos (cavalo/cavaleiro) que atingiram o requisito estabelecido pela FEI (sigla em francês para Federação Equestre Internacional) – índice mínimo de 66% de nota média final e com pelo menos um juiz FEI5* no CDI (Grand Prix em Concursos de Dressage Internacional) acima de 3*.

Na carreira, João Victor já conquistou o Prêmio Brasil Olímpico, do COB (Comitê Olímpico do Brasil), em cinco edições, de 2014 a 2018, além de ter sido indicado em 2013 e 2012. O atleta reserva para a modalidade hipismo adestramento é Pedro Tavares de Almeida, de 27 anos, que também fez a sua estreia olímpica no Rio-2016. Ele é o primeiro reserva com o cavalo Famous do Vouga (68,598%) e segundo reserva com Xaparro do Vouga (66,108%) – dois puro sangue lusitanos de criação de sua família em Itu, no interior paulista.

Agência Estado

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × dois =