Filme sobre a ex-vereadora Madalena abre financiamento

Campanha levanta fundos para documentário independente

Está aberto o financiamento coletivo para o documentário independente “Meu nome é Madalena” – acesse catarse.me/meu_ nome_e_madalena. A ex-vereadora com a maior votação do partido nas eleições de 2012 foi assassinada em abril de 2021. Mulher trans, negra e pobre, foi vítima de inúmeros ataques preconceituosos o que, na época, impediu a produção do filme dar sequência à produção. O objetivo é arrecadar R$ 45 mil.

Há vários brindes, de acordo com os valores, para quem contribuir com a campanha: agradecimentos com nome no filme, broche com ilustração exclusiva alusiva e lenço. A partir de R$ 25 é possível ter acesso à menção nominal e, para os itens, é preciso contribuir entre R$ 60 a R$ 90.

Entre R$ 160 e R$ 250, a campanha abre o leque de brindes com camiseta estampada e print de uma das ilustrações produzidas especialmente para o documentário. Há 12 cotas especiais as quais concedem tatuagem, oficina virtual sobre todo o processo de elaboração, produção e realização do documentário com Thiago Barros (Direção e Roteiro).

Para os empresários, há duas categorias a partir de R$ 1.500 e R$ 3.000: com inclusão do nome da empresa como patrocinadora nos créditos iniciais e nos cartazes do filme e conteúdo exclusivo nas redes sociais do filme, além de todos os outros brindes.

Cristiane Bonin
[email protected]

Leia mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

6 + 16 =