Fique em casa, por amor a você e ao próximo

A previsão temida sobre a quarentena chegou, e ainda alguns indivíduos resistem a entender a importância do confinamento nesse período para que nosso sistema de saúde não entre em colapso. Essa não e a primeira vez que na história da humanidade precisamos ficar em nossos lares isolados, temos um histórico de doenças epidemiológicas em que há a imposição de reclusão dos indivíduos, principalmente aos mais suscetíveis pelo período máximo da incubação que a doença contagiosa exige, para evitar o risco de transmissão e contagio. Temos o histórico da peste a negra, gripe espanhola, ebola, dentre outros.

Os confinamentos, isolamentos, quarentenas em geral tendem a promover efeitos psicológicos desfavoráveis como estresse pós-traumático, sintomas depressivos, tristeza, abuso de substâncias, estado de confusão e irritabilidade. Ainda sabemos que esses impactos psicológicos podem estender-se por tempo prolongado, mesmo após o controle do quadro de pandemia. Algumas medidas eficazes para minimizar os impactos da quarentena é que a população tenha as informações adequadas, suprimentos minimamente adequados, principalmente os itens básicos como alimentação e medicação de uso controlado.



A redução de sentir-se entediado tende a melhorar com o uso de aparelhos eletrônicos, celulares, mantendo contato com os meios de comunicação como familiares, amigos, pessoas em geral do grupo de afetos. Se esforçar em prol dos efeitos benéficos da quarentena, principalmente para poupar os indivíduos mais vulneráveis, podem ajudar no aumento da tolerância e melhor adesão as medidas recomendadas.

Com certeza o confinamento auxilia a impedir a propagação do Covid-19, porém sabe-se dos impactos sentidos na nossa economia e sociedade, como também nos relacionamentos, podendo promover seu fim. No entanto, é muito importante que as pessoas tenham consciência que esse período tem um começo e terá um fim, e o objetivo é o bem para si mesmo e para toda a sociedade.

Quando individualmente iniciarmos grandes conflitos internos, despertando medo, incertezas e a sensação de falta de controle, muito importante compartilhar com as pessoas próximas, pois essa atitude tende acalmar o sentimento interno. O bem-estar e tranquilidade tendem a busca do equilíbrio dentro de nos mesmos, aproveitando esse momento para uma grande reflexão, olhar para si, identificar o que esse período desperta em cada de um nós. Esse momento é importante na vida de todas as pessoas para recuperar o essencial, principalmente contato com as pessoas que amamos, e estão confinadas conosco ou virtualmente com os demais laços de afeto.

O confinamento pode nos obrigar a ficar sozinhos, com o parceiro, os filhos, outros parentes, colegas, independente da companhia, a receita é evitar atritos, atuando com extrema educação e respeito, controlando nossas manias e sendo benevolentes com os demais. É recomendado estabelecer horários organizados e rotinas para dar sentido aos dias e evitar a sensação de perda de tempo, e se aproveitarmos o tempo da maneira possível, usando a criatividade auxiliará na sensação de maior segurança interna.

Devemos aproveitar esse tempo para observar mais os filhos, conversando sem tanta pressa, brincando e soltando a criatividade, fazendo planos para o futuro, revendo fotos de viagens especiais juntos.

E muito aconselhável as vídeos-chamadas com pessoas especiais compartilhando nossas experiências com a quarentena, principalmente para os indivíduos sozinhos e ou contaminados pelo coronavírus. E o mais importante nesse momento é a responsabilidade de nos mantermos em casa cumprindo a determinação governamental e higienização recomendada pela Organização Mundial da Saúde.