Força-tarefa notifica 3 bares que divulgaram festas clandestinas

Organizadores poderão ser multados (Divulgação/GC)

Pelo menos três bares que teriam divulgado a programação de festas clandestinas foram notificados ontem (28), no Bosques do Lenheiro e no Monte Rey pela força-tarefa composta pela Vigilância Sanitária, fiscais, Pelotão Ambiental, Romu (Ronda Ostensiva Municipal) e Romo (Ronda Motorizada), sob supervisão do oficial de dia da Guarda Civil, subinspetor Milani.

Foi a segunda vez que a força-tarefa agiu para coibir esse tipo de evento somente em dois dias, pois ontem (anteontem), as equipes também notificaram outro bar em Ártemis. Destacamos que estamos atuante para coibir a aglomeração nesse período crítico da pandemia. No entanto, não temos condições de estar em todos os locais da cidade. Sem contar que os organizadores tentam driblar a fiscalização, pois rapidamente, eles mudam de local de concentração, por meio de grupos nas redes sociais”, esclareceu o subcomandante da GC, oficial de dia Canova.

DENÚNCIAS
De acordo com o subcomandante, as denúncias aumentam nos finais de semana. “Durante o dia, recebemos em média cinco solicitações, mas à noite, chegam a 15”, completou Canova. As denúncias sobre festas clandestinas ou aglomerações podem ser feitas pelos telefones 153 (Guarda Civil) e 156 (Serviço de Informação à População).

FESTA
Na sexta-feira, 21, os agentes encerraram uma festa clandestina realizada com mais de 200 pessoas numa edícula do bairro Água Branca. Foi a ocorrência que mais chamou a atenção da força-tarefa. A festa foi interditada após denúncia anônima, mas o organizador do evento, agindo de maneira irresponsável, reabriu a chácara minutos depois, promovendo novamente a aglomeração de pessoas. Pelo comportamento reincidente o organizador da festa clandestina será autuado e poderá ser multado com valores que variam de R$ 2.800 a R$ 5.800.

O balanço das atividades da força-tarefa, realizadas entre 20 e 23 de maio, apresentou 89 inspeções, 11 notificações, 5 interdições e 2 autos de infração. Neste período, os funcionários municipais interditaram uma outra festa irregular.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

15 − dois =