Forte estiagem reduz pela metade a vazão do rio

A vazão dos rios que abastecem Piracicaba está com a metade do que foi registrado em junho de 2020. Pelo Corumbataí – responsável por fornecer 80% do consumido no município – está correndo atualmente 4,6 metros cúbicos de água e, no mesmo período do ano passado, a medição foi de 10,66 metros cúbicos. A situação do Piracicaba também não está boa: 23,95 agora frente aos 40,13 metros cúbicos registrados em 2020. Os dados são dos Comitês PCJ (Comitês das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí).

Diante deste cenário, a prefeitura lança uma campanha para o uso consciente da água. O Consórcio PCJ emitiu um alerta, ainda no fim de maio, sobre a situação, no qual aponta que a estiagem de 2021 “vem se apresentando bastante severa e isso reforça o posicionamento da Entidade sobre a constatação de que os eventos climáticos extremos já são uma realidade na região e refletem diretamente no comportamento dos mananciais”. O documento ainda traz um comparativo no monitoramento dos dados hidrológicos, apontando que em abril de 2021 foi registrado 89% menos chuva que o esperado. Em maio, o índice foi de 62% abaixo do esperado para o período. “Orientamos pequenas mudanças nos hábitos a fim de evitar desperdícios, como fechar a torneira ao escovar os dentes ou ao lavar as louças, tomar banhos de menor tempo e não lavar calçadas com mangueiras”, explicou o presidente do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto), Maurício André Marques de Oliveira.

Cristiane Bonin

[email protected]

Leia Mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × dois =