FPF define datas e horários das quartas de final da Série A1

Com vitórias sobre Palmeiras e São Paulo (foto), o Red Bull Bragantino foi o melhor time da primeira fase (CRÉDITO: Divulgação/Red Bull Bragantino)

A FPF (Federação Paulista de Futebol) definiu na manhã de hoje (27), as datas e horários das quartas de final do Campeonato Paulista Série A1. Esta primeira fase eliminatória será disputada em apenas um jogo, com mando de campo da equipe com melhor campanha na primeira fase.

O primeiro a entrar em campo é o São Paulo, que enfrenta o Mirassol na quarta-feira (29), às 19h, no Estádio do Morumbi. Ambos estiveram no Grupo C da competição. Enquanto o Tricolor, líder com 21 pontos, foi um dos primeiros classificados (antes do início da pandemia que deixou o campeonato parado durante quatro meses), o Leão da Alta Araraquarense, que foi um dos times que mais perdeu jogadores durante a pandemia, se classificou na última rodada mesmo perdendo para a Ponte Preta, já que seu concorrente direto (Inter de Limeira) também foi derrotada.

Ainda na quarta-feira, só que às 21h30, o Palmeiras enfrenta o Santo André no Allianz Parque. Presentes no Grupo B, esse era o único confronto que já estava definido antes da última rodada, com a única definição pendente sobre quem seria o mandante do confronto. O Ramalhão, líder geral antes da parada, começou a rodada a frente, porém, com a derrota contra o Ituano e a vitória do Verdão sobre o rebaixado Água Santa, a equipe paulistana passou a frente e jogará em sua arena.

Na quinta-feira (30), às 19h, acontece o confronto mais esperado. O Red Bull Bragantino, melhor time na primeira fase, recebe no Morumbi, o atual tricampeão Corinthians, lutando pelo inédito tetracampeonato paulista na era profissional. O Red Bull era um dos times classificados antes da pandemia, enquanto o Timão, de virtual eliminado, venceu seus dois jogos na volta da competição (Palmeiras e Oeste) e contou com as derrotas do Guarani para confirmar a vaga. Será o único jogo entre dois times da Série A do Brasileirão.

Por fim, Santos e Ponte Preta se enfrentam na Vila Belmiro, em Santos, às 19h30, no encerramento das quartas de final. Será o confronto entre os dois piores classificados vindos da primeira fase. Líder da chave, o Santos é o único grande que ainda não venceu após a volta da competição, enquanto a Ponte, que era a lanterna durante a pandemia, conquistou duas vitórias nas duas últimas rodadas para escapar do descenso e lutar por uma vaga na semifinal.

Se as partidas terminarem empatadas, o classificado será definido na disputa de pênaltis. Todas as partidas da fase final terão árbitro de vídeo, que atuará por meio de sala centralizada na sede da FPF, um modelo inédito no Brasil. Será instalada em cada estádio uma sala completa de VAR como backup. Conforme previsto em regulamento, os cartões amarelos foram zerados para as quartas de final.

TROFÉU DO INTERIOR
As quartas de final do Troféu do Interior também foram definidas pela FPF. Participam da disputa as seis equipes do interior que não se classificaram para as quartas e que não foram rebaixadas para a Série A2. Todos os jogos acontecem na quarta (29): Ferroviária e Inter de Limeira, jogam às 14h45, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara; o Guarani enfrenta o Ituano, às 17h, no Estádio José Liberatti, em Osasco; e o Novorizontino enfrenta o Botafogo, às 19h, no Estádio Canindé, na capital.

Aos vencedores desses confrontos, na semifinal, se junta o time do interior de melhor campanha que for eliminado nas quartas de final do Paulistão. A semifinal e a final também serão disputadas em confronto único.

REBAIXADOS
Com o fim da primeira fase, foram conhecidos os dois rebaixados para a Série A2 em 2021. O Água Santa, que esteve no Grupo A e somou 11 pontos, é rebaixado logo na temporada seguinte ao acesso. Esta foi a segunda vez que o Netuno disputou a Série A1 e novamente a equipe caiu logo em sua primeira temporada. O outro rebaixado é o Oeste, que também esteve no Grupo A e caiu como o pior time do campeonato, com apenas 10 pontos. O Rubrão retorna para a Série A2 após duas temporadas consecutivas na primeira divisão.

Mauro Adamoli