Gaeco deflagra Operação Sunset contra lavagem de dinheiro do jogo do bicho

Mandados foram cumpridos em Piracicaba (Amanda Vieira/JP)

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do tério, do Ministério Público, deflagrou, nesta quarta-feira (25), a Operação Sunset. A investigação do MP tem por alvo três organizações criminosas que promovem a lavagem de dinheiro proveniente do jogo do bicho realizado em dezenas de cidades de São Paulo e de outros estados, como Piracicaba, Bauru, Marília, Ibitinga, Agudos, Borborema, Duartina, Piratininga, Lins, Guarapuava, Itajobi, Itápolis, Ribeirão Preto, Guarulhos, Matão, Pompeia, Ribeirão do Sul, Tupã, Taquaritinga, Jaboticabal, Paraguaçu Paulista, Pereira Barreto, Teodoro Sampaio, Itaporanga e Maringá, entre outras. O MP não confirmou se alguém foi preso durante a atividade.

LEIA MAIS

Durante apuração, o MP constatou que o primeiro grupo, liderado por família tradicional e sediado em Ibitinga e Bauru, executa a lavagem de dinheiro por meio de produções rurais dissimuladas, situadas nos Estados de São Paulo e Mato Grosso, movimentando milhões de reais provenientes do jogo do bicho.

Já o segundo núcleo, encabeçado por outra família, tem base em Marília e mantém diversas empresas com operações dissimuladas, além de propriedades rurais e holding patrimonial. Por meio delas, o grupo viabiliza a lavagem de vultosa quantia proveniente do jogo do bicho. Já  o terceiro grupo, também sediado em Marília, promove a lavagem de dinheiro por meio de holding patrimonial que, ao longo dos anos, formou patrimônio imobiliário expressivo. Os trabalhos de busca, promovidos pelo Gaeco em diversos endereços, teve apoio da Polícia Militar.

Cristiani Azanha

[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dez + 19 =