Promotores do Gaema discutiram trabalhos que foram realizados ao longo do ano. Crédito: (Claudinho Corandini JP)

O diagnóstico e combate ao uso inadequado e abusivo de agrotóxicos em lavouras da região de Piracicaba é uma das metas do Gaema (Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente) para o próximo ano.
O grupo do Ministério Público também pretende intensificar o combate à prática de pulverização aérea de agrotóxicos nas lavouras que, segundo o órgão, podem gerar problemas de saúde pública, à flora e também à fauna, além de impactos na qualidade da água tratada.

A questão, que faz parte das metas do Gaema para 2020, foi apresentada por parte das cerca de 80 pessoas que participaram da reunião realizada ontem na sede do MP, em Piracicaba.
“Diversos participantes indicaram os impactos dos agrotóxicos no meio ambiente e na saúde da população, sobretudo na água tratada para abastecimento público, como sugestão de atuação prioritária para o núcleo para 2020”, destacou a promotora Alexandra Faccioli Martins.

No encontro desta sexta-feira, os promotores do Gaema, Alexandra, Ivan Carneiro Castanheiro e Rafael de Oliveira Costa apresentaram pelos trabalhos desenvolvidos no decorrer deste ano com e destaque às principais ações e resultados obtidos. “Após a apresentação foram ouvidos diversos participantes que ofereceram sugestões sobre temas regionais prioritários para atuação do Gaema em 2020”, explicou a promotora.
“Também contando com diversas manifestações de apoio e de elogios por parte dos presentes, que, nesse ensejo, reafirmaram a disponibilidade para a integração de esforços para melhores resultados em prol do meio ambiente e das políticas públicas regionais”, acrescentou.

Na reunião houve a participação de órgãos públicos, entidades ambientais, universidades e sociedade civil, em geral, relacionados com as áreas de meio ambiente e habitação e urbanismo que atuam na área de abrangência do Núcleo PCJ Piracicaba. Entre as ações em andamento pelo Gaema está o acompanhamento da situação do abastecimento público de água nos municípios de Analândia, Corumbataí, Piracicaba, Americana e Rio Claro.

 

Beto Silva

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × 3 =