GC apreende quase 800 porções de entorpecentes no Jaraguá

Grande quantidade de drogas foi localizada (Divulgação)

A Guarda Civil localizou quase 800 porções de drogas, ontem de manhã, no bairro Jaraguá. O suspeito do tráfico tentou correr pelos fundos, mas deu de frente com outra equipe da corporação que já estava posicionada naquele local. O acusado foi conduzido à UPJ (Unidade de Polícia Judiciária), onde foi autuado em flagrante e depois levado à carceragem.

Segundo a corporação, às 8h37, a equipe de Romu (Ronda Ostensiva Municipal), fazia ronda de rotina, quando receberam a denúncia de que um rapaz armazenaria grande quantidade de entorpecentes em sua residência e que, costumeiramente, ele conseguia fugir pelos fundos da residência, durante as ações policiais.

Os guardas estiveram no endereço informado. Um dos agentes tentou contato com o acusado, e conforme havia relatado o denunciante, o suspeito correu pelos fundos do imóvel e pulou o muro na tentativa de se fugir, mas foi surpreendido pelos guardas.

A corporação informou que o suspeito portava uma mochila contendo porções de entorpecentes e uma quantia em dinheiro. No total, foram apreendidos 648 pinos de cocaína, 109 pedras de crack, 33 trouxinhas de maconha, mais dois tijolos médios de maconha e R$ 632,00 em cédulas diversas. O acusado não informou quem seriam os fornecedores dos entorpecentes e nem se estaria recebendo alguma quantia para guardá-los. O homem foi conduzido à UPJ, onde prestou depoimento e depois ficou na carceragem até ser apresentado à audiência de custódia.

POLÍCIA MILITAR
Em outra acão realizada pela Polícia Militar, por volta das 17h30 de anteontem, no Água Branca, mais três homens foram surpreendidos com 426 porções de maconha. Segundo o boletim de ocorrência, dois jovens de 18 e 21 anos estariam dentro de uma residência embalando entorpecentes, quando foram surpreendidos por policiais militares.
Os suspeitos teriam confessado que receberiam o pagamento de R$ 100 cada um para realizarem a embalagem das drogas. Um dos suspeitos alegou que os entorpecentes seriam vendidos em biqueiras nas imediações.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

cinco × 1 =