Gerente de loja em Piracicaba procura a polícia após receber atestado médico duvidoso

Foto: Alessandro Maschio/JP

Em Piracicaba, o gerente de uma loja no bairro dos Alemães, procurou a Polícia Civil do município, no começo da noite desta segunda-feira (27), para registrar um boletim de ocorrência. O motivo foi a dúvida quanto à legitimidade de um atestado médico que recebeu.

De acordo com informações registradas em boletim de ocorrência, o gerente de uma empresa na avenida Independência recebeu, na manhã do último dia 11 de junho, um atestado médico de uma funcionária que atualmente encontra-se gestante. Ocorre que esse atestado, segundo o gerente, suscitou dúvidas quanto à sua legitimidade, uma vez que tratava-se de uma cópia e que, em cima da data, parecia que alguém havia colocado uma fita com o propósito de alterar a data.

O gerente levou o atestado até o departamento jurídico, onde foi confirmado, por meio de contato com o Hospital São Vicente de Paula, via ofício, que não houve atendimento à funcionária naquela data.

Também por meio de ofício, ficou verificado que a acusada apresentou outros quatro atestados ilegítimos nos dias 19 de janeiro deste ano, 16 de abril deste ano, 27 de maio deste ano e no dia 01 de junho. Também informou que dois atestado emitidos nos dias 13 e 18 de maio, apesar de serem verídicos em relação à doença, foram alterados na quantidade de dias. Essa informação, inclusive, chegou a ser confirmada pelo hospital por meio do médico que forneceu os atestados, que disse que a letra da escrita do número alterado não era dele.

O gerente da empresa se comprometeu, ainda, a apresentar na delegacia documentos que comprovem sua narrativa.

Na delegacia, o delegado Mario Bortoleto Torina tomou ciência do ocorrido e registrou o caso como crime de falsificação de documento particular. O caso agora será investigado.

Rafael Fioravanti

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × quatro =