Unidade deverá atender estudantes dos anos finais do ensino fundamental e contará com 12 salas de aula. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O Governador João Doria (PSDB) anunciou ontem a liberação de R$ 9,4 milhões para construção de uma escola estadual em Piracicaba. O anúncio foi feito durante a visita do tucano à cidade para a inauguração do 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia).

“Segurança Pública, Saúde e Educação são prioridades desta gestão. Além de ampliar as escolas de ensino integral, é importante ampliar a rede como um todo”, afirmou Doria.

A unidade, que deverá atender a estudantes dos anos finais do ensino fundamental e de todo o ensino médio terá área construída de 3.379,40 m² e contará com 12 salas e outros ambientes pedagógicos. A expectativa é que a nova escola receba 840 alunos.

As obras serão realizadas por meio de convênio entre a Secretaria de Estado da Educação e a FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação).

A “EE Vida Nova / Vale do Sol” será localizada na Estrada Municipal Elias Gabriel da Silva, no bairro de Vale do Sol.

O município de Piracicaba conta atualmente com 63 escolas estaduais e 31,1 mil alunos matriculados.

O prefeito Barjas Negri (PSDB) comemorou a confirmação da obra pelo governador. “Nós passamos o ano todo para construir uma escola de Ensino Fundamental e Médio na região do Vale do Sol e ele assinou a auitorização de serviço agora. Será construída em 2020 para funcionar em 20121, uma escola para cerca de 800 alunos”, afirmou o prefeito.

 

MERENDA

O governador João Doria e o secretário Estadual da Educação Rossieli Soares também anunciaram ontem o investimento de R$ 114 milhões na merenda escolar.

Os recursos vão cobrir um reajuste do valor pago por aluno destinado à merenda em mais de 80% dos municípios. Além disso, o investimento vai servir para custear um incremento no cardápio e bancar as despesas relacionadas à merenda das novas escolas do PEI (Programa de Ensino Integral) que serão implementadas a partir de 2020.

O reajuste vai beneficiar 1,1 milhão de alunos da rede estadual que recebem a merenda escolar de forma descentralizada, por meio de 524 municípios paulistas. Os demais 2,4 milhões de estudantes que compõem a rede recebem a merenda escolar diretamente da Secretaria da Educação.

Para ter acesso ao valor reajustado, os municípios devem solicitar a demanda por meio de convênios com a Seduc em uma sistema on-line. As análises também serão feitas de forma virtual para agilizar o processo.

 

Beto Silva

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × 1 =