Gripe: Piracicaba amplia grupos prioritários para vacinação

Foto: Prefeitura de Piracicaba/Divulgação

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), começou a vacinar contra gripe (influenza/H1N1) um novo grupo prioritário, composto por pessoas com comorbidades e com deficiência permanente; caminhoneiros, trabalhadores portuários e de transporte coletivo; profissionais das Forças Armadas, de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas.

A vacina contra gripe é ofertada em todas as unidades de saúde (CRABs, UBSs e USFs) no período da manhã de dias úteis, das 8h às 12h. Não é preciso fazer agendamento prévio. Para ser vacinada, a pessoa deve apresentar um documento de identificação com foto e a carteirinha de vacinação. Os profissionais (professores, caminhoneiros, entre outros) devem apresentar ainda um documento que comprove vínculo ativo com a instituição que atue. As pessoas com comorbidades, documento que comprove a condição de saúde.

DEMAIS GRUPOS – Também já podem receber a vacina contra gripe idosos (60 anos ou mais), trabalhadores da saúde, professores das redes municipal e particular, crianças de 6 meses até menores de 6 anos, gestantes e puérperas.

COVID-19 – Em meio à pandemia, o Ministério da Saúde orienta que os grupos prioritários que já estão contemplados para receber a vacina contra Covid-19 tomem primeiro essa vacina e, após 14 dias, recebam a vacina contra gripe.

PROTEÇÃO – A vacina aplicada na campanha protege contra três tipos do vírus influenza, o vírus causador da gripe (A/Victoria/2570/2018 (H1N1)pdm09; A/Hong Kong/2671/2019 (H3N2); e B/Washington/02/2019 (linhagem B/Victoria)).

COMORBIDADES – Confira abaixo as comorbidades consideradas pelo Ministério da Saúde para a Campanha de Vacinação contra Gripe:

  • Doença respiratória crônica (Asma em uso de corticoide inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave); Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC); Bronquiectasia; Fibrose Cística; Doenças Intersticiais do pulmão; Displasia broncopulmonar; Hipertensão Arterial Pulmonar; Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade)
  • Doença cardíaca crônica (Doença cardíaca congênita; Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade; Doença cardíaca isquêmica; Insuficiência cardíaca)
  • Doença renal crônica – (Doença renal nos estágios 3,4 e 5; Síndrome nefrótica; Paciente em diálise)
  • Doença hepática crônica (Atresia biliar; Hepatites crônicas; Cirrose)
  • Doença neurológica crônica (Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica; Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; Deficiência neurológica grave)
  • Diabetes (Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos)
  • Imunossupressão (Imunodeficiência congênita ou adquirida Imunossupressão por doenças ou medicamentos)
  • Obesidade grau III
  • Transplantados (Órgãos sólidos; Medula óssea)
  • Portadores de trissomias (Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Síndrome de Warkany, dentre outras trissomias)

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

cinco × quatro =