Cão é adotado após GC atender denúncia de zoofilia

Cão já foi para a casa de adotante (Maycon Barbon)

A Guarda Civil atendeu uma denúncia de zoofilia e maus-tratos contra um cachorro de médio porte, que ficava em uma casa, no Piracicamirim. Uma testemunha alegou que presenciou que a dona de casa, uma mulher de 52 anos teria agredido o cão com uma cabo de vassoura e o marido dela, um desempregado de 53 anos deixava que o animal lambesse suas partes íntimas.

Segundo o boletim de ocorrência, quando os policiais estiveram na residência do casal, ontem (29) de manhã localizaram o animal e constataram que a tutora agredia o cão, que tem apenas oito meses, porque estava nervosa. Ela sofre de retardo mental, comprovado judicialmente. Todos foram conduzidos até a sede da UPJ (Unidade de Polícia Judiciária, onde o caso foi registrado.

A protetora e vereadora Alessandra Bellucci (REP) acompanhou a ação da guarda e o animal foi doado, com a autorização da proprietária. Ela também vai intermediar o atendimento do casal no Cras (Centro de Referência de Assistência Social).

DENÚNCIA

A vereadora esclareceu que o caso pode ser averiguado e o cão recolhido, com a ajuda da denunciante que aceitou dar seu depoimento sobre o caso. “Muitas vezes recebemos denúncias que não podem ser comprovadas. É importante que o denunciante possa dar o seu depoimento ou apresente algum tipo de prova como foto ou gravações para que o caso possa ser verificado, pois nenhum proprietário vai confirmar que comete algum tipo de maus-tratos ou zoofilia contra o animal”, disse Alessandra.

No caso do cãozinho, ele teve uma nova oportunidade, pois ganhou muito mais de um lar temporário, ele teve a chance de um novo lar.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

2 × dois =